Arquivo da categoria: forte

Seis fatos sobre Letrux

Autodidata
Desde criança, Letícia Novaes dava indícios de que o palco seria seu hábitat. “Eu passava horas em frente ao espelho dublando Bethânia”, lembra a cantora e compwositora carioca de 36 anos. A música, no entanto, chegou à sua vida bem mais tarde. “Primeiro, fiz teatro. Só aos 20 decidi aprender a tocar”, diz ela, que aprendeu a dedilhar o violão com aulas na internet.

Em banda
“Amo escrever poesia e, quando aprendi a tocar, passei a musicar minhas letras. De repente, tinha umas 20 canções.” Sua primeira banda, Letuce, era um duo com o então namorado, Lucas Vasconcellos. A parceria durou nove anos e rendeu dois álbuns, antes que a cantora decidisse partir em voo solo.

Letícia Novaes (Foto: Ana Alexandrino)Letícia Novaes (Foto: Ana Alexandrino)

Climão
Já sob o nome artístico Letrux, apelido que ganhou dos amigos, lançou o disco Letrux em Noite de Climão (2017). Fazendo jus ao título, a carioca mescla influências da música dramática italiana, cantando sobre desilusões e deleites do amor – tudo embalado por uma estética disco e pop. O pior climão de Letrux? “O primeiro show com Lucas depois que terminamos”, relembra. “Climão familiar é sempre pesado também. E dar uma gafe, então? Falar o que não deve e querer arranhar a cara de vergonha!”, ri.

Mapa astral
Capricorniana com ascendente em Virgem, Letícia é ligada em astrologia desde criança por influência da mãe. “Me assusta quando alguém diz não saber o próprio signo. Para mim, é como não saber o telefone de casa”, conta. A paixão pelo tema a levou a estudar os astros: “Para mim, é uma luz que nos faz entender este universo gigante”. Espiritualidade e misticismo, aliás, permeiam sua história e seu disco. “Meu pai é da umbanda, minha mãe, ligada em reiki, ioga e astrologia.”

Women power
Em seu altar de ídolos, quase todos são mulheres. “Na literatura, amo Sylvia Plath, Hilda Hilst, Clarice Lispector”, diz ela, que costuma declamar poemas nos shows. Bethânia, claro, é outra influência, junto a PJ Harvey, Patti Smith e Marina Lima – que colaborou em uma das faixas. A mitologia feminina é um traço forte de seu trabalho solo. “Li muito sobre a história das deusas.”

Futuro pop
Além da alcunha de Anitta da cena indie, o disco solo lhe rendeu também o troféu de melhor álbum do ano de 2017 pelo júri especializado do Prêmio Multishow, desbancando até Chico Buarque. “O alcance que isso tem é incrível. Não quero ser música de nicho; adoro quando tem gente mais velha e crianças no show. Vamos fazer circular esse climão pelo Brasil!”, finaliza.

Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos SPFW Revista Epoca Vogue Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Melhores Agencias de modelos do Brasil Agencias de Modelos do Brasil Linksweb Neoplanos Agentes do Alem 3ICAP Premio de Moda AnuarioTI Governo Estadão – Caderno de Moda Beleza, Moda e Agencias de Modelos do Brasil Mural Fashion ID Porto Alegre Fashionlines Balenciaga Pebblebeb Sweetyus O Povo Hubblo Informações sobre agencias de modelos Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Agencias de Modelos e Top Models UOL Estilo G1 Moda Jornal O Globo Folha S.Paulo Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL , LEQUIPE AGENCE, Way Model

Major Model Brasil é eleita a melhor agência de modelos do país

A Major Model Brasil, já conhecida por ser uma das melhores agências de modelos do país foi também a escolhida para receber a premiação de moda ARWUS, que consagra aqueles que mais se destacam no setor da moda nacional.

A premiação ocorreu em uma cerimônia realizada em São Paulo e contou com a presença de diretores de desfiles, estilistas, celebridades, modelos, maquiadores, além de diretores de televisão e membros representantes do Governo Estadual.

Os modelos da MAjor Model Brasil estão presentes em desfiles e campanhas de moda nacionais e internacionais
Os modelos da MAjor Model Brasil estão presentes em desfiles e campanhas de moda nacionais e internacionais

Fundada no início dos anos 2000 em São Paulo, a Major Model Brasil tem à sua frente o renomado booker Ney Alves, responsável por ter lançado e trabalhado na construção da carreira de nomes importantes da moda e da televisão, que vão desde celebridades à top models internacionalmente reconhecidos como: Fernanda Lima, Ana Hickmann, Paolla Oliveira, Reynaldo Gianecchini, Thayla Ayala, Izabel Goulart, Marcio Kiss, Bruno Santos, Raquel Zimmermann… Esta última chegou a ser considerada a modelo número 1 no ranking mundial das top models por 3 anos consecutivos.

No portifólio da agência Major Brasil, constam trabalhos para marcas de mais alto prestígio e renome do cenário fashion, dentre elas estão as cobiçadas Emporio Armani, Calvin Klein, Balenciaga, Givenchy, Dolce & Gabanna, Prada, Gucci, Chanel, Versace. Apenas algumas das grifes para as quais modelos desta premiada agência tiveram a oportunidade de trabalhar.

Segundo Ney Alves, o grande diferencial da agência Major Model Brasil é que “todos tem perfil para ser modelo, desde que sejam direcionados para o mercado certo. Se tiver altura para passarela serão trabalhadas no setor, caso contrário, iremos buscar o seu mercado ideal”, dando assim oportunidade para todos aqueles que desejam ingressar no mundo da moda ou da publicidade.

O Prêmio Arwus, também elegeu  profissionais em outras categorias da moda e serviços à ela associados, por exemplo melhor maquiador, cabeleireiro, estilista, diretor de desfiles, produtor de casting, dentre outras categorias.

Na categoria “Melhor Agência de Modelos”, a Major Model Brasil competiu com outras duas grandes agências, que apesar de atuarem no mundo da moda e da publicidade por mais de 10 anos,  não obtiveram o mesmo bom desempenho na gestão e desenvolvimento de carreira, principalmente de modelos iniciantes, ponto forte da Major.

 

Fonte: G1 – Portal de Notícias da Globo

Cabelo do futuro: as tendências direto do Hair Summit em Paris

Entre as tendências de haircare para o futuro está o skincarization: nova forma de tratar os fios inspirada no skincare (Foto: Thinkstock)Entre as tendências de haircare para o futuro está o skincarization: nova forma de tratar os fios inspirada no skincare (Modelo: Maria M. – Major Model Brasil)

Já imaginou entrar num laboratório e centro de pesquisa de uma gigante da beleza e ficar por dentro das principais tendências para o futuro? Tivemos essa experiência durante o Hair Summit da L’Oréal, que aconteceu em Paris neste mês.

Dentre as várias tecnologias, vimos de perto máquinas que simulam os efeitos que o sol causa no cabelo; o que acontece com os fios quando são escovados sem e com produto [assista no vídeo no fim da matéria] e até um aparelho que diz qual é a idade do seu fiode acordo com o comprimento.

Na palestra sobre produtos e rotina de cuidados para o cabelo no futuro – mais especificamente o ano de 2050 – conhecemos as principais apostas e inspirações. Acredite: será possível imprimir fios de cabelo de verdade! A seguir, os 4 destaques:

1. O SKINCARE INSPIRA O HAIRCARE
skincarization será a nova forma de tratar os fios inspirada nos cuidados com a pele. Assim como acontece hoje no skincare, a aposta é ter produtos para o cabelo com mais texturas – que vão além básico creme – e uma rotina de cuidados mais sensorial, customizada e prazerosa.

Já para sentir as mudanças com produtos que já estão nas prateleiras, como máscaras noturnas e esfoliantes específicos para o couro cabeludo, área que estará em foco. “Falamos do dano da pele, mas temos que falar da pele do cabelo também. O melhor jeito de ter um cabelo saudável e bonito é começar pela raiz”, diz Julia Sarhy, Internacional Consumer and Market Insights Director da L’Oréal.

Tecnologia que mede o quanto seu cabelo está danificado de acordo com os sons (mais agudo, mais danos) (Foto: Divulgação)Tecnologia que mede o quanto seu cabelo está danificado de acordo com os sons (mais agudo, mais danos) (Foto: Divulgação)

2. NATUREZA EM PROL DA BELEZA
A onda verde que toma conta da indústria da beleza inspira o desenvolvimento de ingredientes orgânicos, o uso sustentável da água e recursos naturais e a produção de embalagens ecologicamente corretas. A linha Botanicals [não disponível no Brasil], de L’Oreál Paris, por exemplo, se enquadra nesse categoria: os produtos tem 99% dos ingredientes naturais e a embalagem é feita com plástico PET reciclado.

Ao que tudo indica, essa tendência promete ser mais forte no futuro, com aproveitamento ainda melhor dos recursos naturais como matéria-prima dos produtos. “Acredito que a natureza ainda tem muitas coisas para nos dar. 80% da biodversidade hoje ainda não foi explorada. Os oceanos, por exemplo, são pouco explorados e são uma grande fonte de inspiração para nós”, diz Stephen Glasser, Internacional Innovation Director  [Haircare, Haircolor, Hairstyling] da L’Oréal. “A natureza é uma grande tendência”, conclui. Pascale Mora, Scientific Communication Director de L’Oréal R&I, concorda: “A principal tendência do momento que estamos trabalhando são os óleos naturais, como o óleo de coco”.

3. CABELO TECH
Imprimir cabelo vivo – que pode ser, por exemplo, implantado – é uma realidade próxima. Esse projeto já está sendo trabalho pela Poiétis, empresa especializada na impressão 4D bio-pinting. “Acreditamos que esta tecnologia permitirá que o diálogo correto seja organizado entre os vários tipos de células e dê origem a uma fibra capilar”, afirma Jacques Leclaire, Scientific Director do grupo L’Oréal.

Outra aposta de Glasser e Shary para o futuro é mudar a cor do cabelo instantaneamente por meio de micro led. O melhor? Se você não gostar ou enjoar, essa transformação pode ser reversível. “Será uma revolução mudar todos os dias, várias vezes”, diz Stephen.

No Hair Summit da L'Oréal, Marie Claire ficou por dentro das principais tendências de cabelo para o futuro (Foto: Divulgação)No Hair Summit da L’Oréal, Marie Claire ficou por dentro das principais tendências de cabelo para o futuro (Foto: Divulgação)

4. MAIS PERSONALIZAÇÃO
Hoje, os produtos de cabelo repeitam o tipo de fio: oleoso, fino, danificado etc. Prepare-se: no futuro haverá uma “verdadeira personalização”, como diz Julia. Especialistas acreditam que o boom demográfico na África Central e Índia deixará a população mais miscigenada, e com novas necessidades e rotinas. No futuro haverá fórmulas mais híbridas, que atendam várias necessidades, e ainda protejam os fios de questões climáticas, como umidade.

Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos SPFW Revista Epoca Vogue Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Melhores Agencias de modelos do Brasil Agencias de Modelos do Brasil Linksweb Neoplanos Agentes do Alem 3ICAP Premio de Moda AnuarioTI Governo Estadão – Caderno de Moda Beleza, Moda e Agencias de Modelos do Brasil Mural Fashion ID Porto Alegre Fashionlines Balenciaga Pebblebeb Sweetyus O Povo Hubblo Informações sobre agencias de modelos Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Agencias de Modelos e Top Models UOL Estilo G1 Moda Jornal O Globo Folha S.Paulo Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL , LEQUIPE AGENCE, Way Model

Para Picasso, com amor: Diana Widmaier-Picasso relembra a relação do pintor com sua avó

A obra O Sonho (1932), um retrato da amante (Foto: © Succession Picasso/Dacs London, 2018, © The Cecil Beaton Studio Archive At Sotheby’s e © Archives Maya Widmaier-Ruiz-Picasso)A obra O Sonho (1932), um retrato da amante (Foto: © Succession Picasso/Dacs London, 2018, © The Cecil Beaton Studio Archive At Sotheby’s e © Archives Maya Widmaier-Ruiz-Picasso)

Quando era criança, havia uma pintura em nossa casa, em Paris, que eu amava. Hoje, ela é conhecida como Maya com Boneca – mas, para mim, embora fosse extraordinária, era apenas um desenho da minha mãe. “Seu avô era um pintor”, ela dizia, toda vez que o assunto da tela, uma das muitas espalhadas pelos cômodos, surgia. Mas foi só quando entrei na escola e comecei a ouvir comentários sobre meu avô, que entendi o que significava a palavra eufemismo. Ele tinha sido muito mais que um pintor: era uma figura definitiva da arte do século 20 – e, como eu aprenderia depois de anos de estudo, um gênio. Essa revelação moldaria o curso da minha vida.

Quando Picasso morreu, em 1973 – um ano antes do meu nascimento –, deixou 45 mil obras, sem contar os objetos pessoais e as correspondências. Mas foi apenas há uma década que comecei a revisitar essas relíquias na tentativa de aprender um pouco mais sobre ele. Visitei museus pelo mundo; mas os maiores tesouros que descobri pertenciam à minha própria família: das cartas apaixonadas dele para minha falecida avó, Marie-Thérèse Walter (1909-1977), às fotografias tiradas durante as férias na Riviera.

À medida em que minha pesquisa progredia, ficava claro que todos os anos da vida dele foram incríveis – mas um deles se destacou em termos de criatividade: o de 1932. A exposição histórica na Tate Modern, Picasso 1932: Love, Fame and Tragedy, celebrou os 365 dias em que ele pintou algumas de suas mais importantes obras, a maioria delas inspirada em minha avó. Agora, mais de 80 anos depois, a mostra volta a ser exibida na Tate Modern.

Marie-Thérèse aos 19 anos com o cachorro de sua mãe. (Foto: © Succession Picasso/Dacs London, 2018, © The Cecil Beaton Studio Archive At Sotheby’s e © Archives Maya Widmaier-Ruiz-Picasso)Marie-Thérèse aos 19 anos com o cachorro de sua mãe. (Foto: © Succession Picasso/Dacs London, 2018, © The Cecil Beaton Studio Archive At Sotheby’s e © Archives Maya Widmaier-Ruiz-Picasso)

Picasso acreditava que a pintura era sua maneira de criar um diário – e, para aqueles que conseguem fazer essa leitura, as telas desse período contam uma grande história de amor. Meus avós se conheceram em uma manhã fria de janeiro de 1927, do lado de fora das Galeries Lafayette – mas ele sempre disse ter sonhado com ela antes desse encontro. Nos meses que antecederam a esse dia, uma menina com um perfil grego começou a aparecer em seu trabalho. De repente, ela surgiu em carne e osso: uma musa de cabelos louros e olhos azuis.

Marie-Thérèse tinha apenas 17 anos e era uma garota burguesa que morava com a família em Maisons-Alfort, no sudeste de Paris. Ela tinha ido à capital francesa para comprar uma estola de pele. Picasso, então com 45 anos, caminhou em sua direção, disse seu nome e pediu para fazer um retrato dela. A jovem não tinha ideia de quem era ele, apenas ficou lisonjeada com um artista chamando-a de linda. Foi somente depois de ver em uma livraria reproduções do trabalho dele que ela concordou em visitar seu estúdio, na Rue la Boétie, alguns dias depois. Em duas semanas, começou o affair.

A relação não foi fácil. Picasso, 28 anos mais velho que ela, era casado com Olga Koklova, integrante do corpo de baile dos Ballets Russes de Diaghilev. Olga sofria de um distúrbio nervoso, sem falar no ciúme patológico provocado pelas infidelidades do marido. O casal se conheceu em 1917, quando ele criou o cenário para o vanguardista balé Parade, de Jean Cocteau, encenado pela companhia de Diaghilev. Em 1927, Picasso e Olga estavam morando juntos em um apartamento em cima de seu estúdio com o filho, Paulo, mas o casamento já não ia bem.

Marie-Thérèse com a filha Maya, em 1941 (Foto: © Succession Picasso/Dacs London, 2018, © The Cecil Beaton Studio Archive At Sotheby’s e © Archives Maya Widmaier-Ruiz-Picasso)Marie-Thérèse com a filha Maya, em 1941 (Foto: © Succession Picasso/Dacs London, 2018, © The Cecil Beaton Studio Archive At Sotheby’s e © Archives Maya Widmaier-Ruiz-Picasso)

Naqueles primeiros dias, ele visitou Marie-Thérèse na casa de seus pais, no campo, pintando-a em um galpão no jardim; ela também viajou até Paris para visitá-lo, escondendo-se no stúdio, no qual a entrada de Olga não era permitida. A mãe da jovem, solteira por muitos anos, ficou tão encantada pelo artista quanto a filha, permitindo que eles permanecessem sozinhos. Nas obras desse período, Picasso apenas se refere à amante por um código. Ele ainda não ousaria revelar sua real identidade. Frequentemente, ela aparece como um monograma: MT entrelaçado ao P.

Contudo, se o rosto de minha avó estava escondido, sua influência no estilo de Picasso é clara desde o início. À medida em que o romance progredia, as formas geométricas desapareciam. Em seu lugar, entraram curvas sensuais, envoltas em violeta, amarelo e escarlate. Para ele, a amante tornou-se um símbolo de renascimento e fecundidade. Os tons não poderiam ser mais diferentes que os das sóbrias pinturas de sua mulher. Em Retrato de Olga em Cadeira de Braço, ela posa vestida modestamente, contemplando o observador, em um estilo reminiscente das pinturas neoclássicas.

Em 1928, Picasso já não aguentava mais ficar longe de Marie-Thérèse. Quando alugou uma casa na Bretanha para passar o verão com Olga e Paulo, também encontrou um jeito para que a amante ficasse nas redondezas, em um acampamento de férias. Sempre que podia fugir, ele a levava para a praia. Seus dias na costa inspiraram a primeira série de pinturas fortemente abstratas – altamente provocativas e sensuais. No ano seguinte, as crescentes tensões entre a mulher e Marie-Thérèse tornaram-se o tema central de suas obras. A raiva de Olga manifestava-se em pinceladas fortes, com corpos contorcidos e rostos que demonstravam dor.

Em 1930, ele decidiu se mudar para um castelo em Boisgeloup, a uma hora de Paris. Nos estábulos antigos, construiu um estúdio onde poderia esculpir minha avó, trabalhando principalmente com gesso. Foi ali, em uma série de bustos monumentais, que as formas singulares de Marie-Thérèse tornaram-se claras pela primeira vez. O amor por sua musa se intensificou quando ela remava no Rio Marne e quase se afogou, contraindo uma doença transmitida pela água que a deixaria muito magra e temporariamente sem cabelo. A jovem que ele achava ser sua salvadora agora precisava ser salva. Ele a pintava obsessivamente como banhista e ninfa: nadando, se afogando e sendo puxada para fora da água.

Em 1932, cinco anos depois de meus avós se conhecerem, Picasso ganhou sua primeira retrospectiva na Galeria Georges Petit, em Paris, consolidando sua posição como o maior artista vivo do mundo. No coração da mostra havia uma série de retratos nus de Marie-Thérèse. A amante de Picasso, que assombrava o casamento dele com Olga fazia anos, finalmente tinha uma forma física que todos podiam ver. Foi a gota d’água. Olga deixou o apartamento na Rue la Boétie para sempre, em 1934.

Na véspera de Natal daquele mesmo ano, minha avó disse a Picasso que estava grávida. Foi um momento maravilhoso e terrível ao mesmo tempo, obrigando-o a pedir um custoso divórcio de Olga. Para manter as aparências, ele alugou casas vizinhas para si e Marie-Thérèse, em Paris, em vez de ir morar com ela imediatamente. Em 5 de setembro de 1935, minha mãe nasceu, com seus cabelos e olhos escuros, como os de Picasso. Ele a chamou María de la Concepción – Maya em sua abreviação – em homenagem à sua amada irmã, que morreu de difteria quando ele tinha 14 anos. O nascimento de minha mãe e o divórcio traumático provocaram tamanha mudança na vida do artista, que abandonou a pintura por um ano, passando a escrever poesia em meio aos deveres paternos. As únicas obras que fez nesse ano foram retratos da família: fotos artisticamente compostas de Marie-Thérèse após o nascimento de Maya; aquarelas da criança adormecida no berço; esboços da mãe amamentando de robe e chinelos. As cenas são sempre domésticas e comuns, mas é possível sentir a intensa admiração de Picasso pelas duas.

No outono de 1937, ele se mudou com a família para Le Tremblay-sur-Mauldre. Uma década depois do primeiro encontro, Marie-Thérèse finalmente compartilhava uma casa com Picasso – mas ele já havia conhecido sua próxima amante e musa, a fotógrafa surrealista Dora Maar. Após a explosão da Guerra Civil da Espanha, que o motivou a retomar a pintura, foi novamente a Marie-Thérèse que se voltou em busca de inspiração. Em sua obra-prima Guernica, ela – sempre um símbolo de esperança e paz para Picasso – é a modelo para, pelo menos, três personagens.

Em 1939, meu avô se mudou para um estúdio, na Rive Gauche, em Paris, onde viveria até o fim da guerra, deixando Marie-Thérèse e Maya em relativa segurança no interior da França. Quando minha mãe e minha avó voltaram para a capital, Picasso as visitava todas as semanas – mesmo quando embarcou em uma relação com outra amante, depois de Dora.

Picasso, em 1933, com sua obra Nu, Folhas Verdes e Busto, clicado por Cecil Beaton. (Foto: © Succession Picasso/Dacs London, 2018, © The Cecil Beaton Studio Archive At Sotheby’s e © Archives Maya Widmaier-Ruiz-Picasso)Picasso, em 1933, com sua obra Nu, Folhas Verdes e Busto, clicado por Cecil Beaton. (Foto: © Succession Picasso/Dacs London, 2018, © The Cecil Beaton Studio Archive At Sotheby’s e © Archives Maya Widmaier-Ruiz-Picasso)

Hoje, mais de 40 anos após sua morte, ele permanece como uma figura definitiva em minha vida. Minha mãe, com 82 anos, vive no noroeste da França, cercada por obras do pai e pelas memórias que ela me transmitiu, entre elas a de visitar o estúdio em Nice para ajudá-lo a pintar, ao longo da década de 50. Da minha parte, sinto o peso da responsabilidade de proteger o seu legado, enquanto catalogo e exponho suas obras – mas também uma profunda gratidão pela conexão pessoal que tenho com ele. Às vezes, sou surpreendida por quanto me pareço com figuras de suas pinturas: os olhos arredondados e o perfil que herdei da minha avó me refletem em suas obras.

Quanto a Marie-Thérèse, ela morreu em 1977, quatro anos depois de Picasso, mas não antes de ter seu nome gravado em uma pequena placa de bronze, colocada ao lado da sepultura dele, perto de Aix-en-Provence; um testemunho do papel transformador da minha avó na obra do artista. O trabalho, esculpido a partir de um molde de gesso, feito no calor do amor, no início do verão em Boisgeloup, ainda o protege. Como sempre, ela é a sua luz, que o ilumina na escuridão.

Tate Modern: Bankside, Londres. Até 9 de setembro

Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos SPFW Revista Epoca Vogue Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Melhores Agencias de modelos do Brasil Agencias de Modelos do Brasil Linksweb Neoplanos Agentes do Alem 3ICAP Premio de Moda AnuarioTI Governo Estadão – Caderno de Moda Beleza, Moda e Agencias de Modelos do Brasil Mural Fashion ID Porto Alegre Fashionlines Balenciaga Pebblebeb Sweetyus O Povo Hubblo Informações sobre agencias de modelos Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Agencias de Modelos e Top Models UOL Estilo G1 Moda Jornal O Globo Folha S.Paulo Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL , LEQUIPE AGENCE, Way Model

Vai pegar: tendências de beleza 2018

Tais Araújo (Foto: Instagram/Reprodução)Tais Araújo (Foto: Instagram/Reprodução)

O que todo mundo quer saber: quais são as tendências de beleza 2018? O beauty artist Fernando Torquatto, a pesquisadora da WGSN Luiza Loyola e porta-voz da Pantone, Blanca Lliahnne, elencaram algumas. “É preciso contextualizar as tendências com o comportamento das pessoas. Movimentos que crescem: transparência, as pessoas querem comprar de marcas nas quais elas confiam; autenticidade, o ser você mesmo e se valorizar; praticidade, as pessoas querem se cuidar, mas não têm tanto tempo; saúde, as pessoas se preocupam cada vez mais com o bem-estar, com menos poluição e em comer melhor; consumo consciente, estamos cada vez mais preocupados com sustentabilidade”, enumera Luiza.

+ Ranking das Melhores Agencias de Modelos do Brasil

Para Torquatto, a maquiagem é cada vez mais um manifesto. “Quem você é no mundo, o que você pensa, que mensagem quer passar. Tudo tem um contexto, não é só colorir por colorir. É complicado porque as pessoas têm que descobrir quem são, mas muito bom porque a beleza atinge um patamar mais profundo”, explica. “A conexão com o próximo permitirá a reconexão consigo mesmo e com a natureza, por isso a tendência do verde ganha cada vez mais força”, esclarece Blanca. “O verde Geenery exprime mais que uma cor, mas um alerta também: é preciso ser verde, sustentável, pensar no outro e no planeta”, acredita a porta-voz da Pantone.

Lays Tavares, Blanca Lliahnne, Fernando Torquatto, Luiza Loyola e Renata Kalil (Foto: Instagram/Reprodução)Lays Tavares, Blanca Lliahnne, Fernando Torquatto, Luiza Loyola e Renata Kalil (Foto: Instagram/Reprodução)

O beauty artist concordou. “Exatamente por isso a beleza hoje está muito natural. As pessoas querem movimento, textura, cor e shape mais reais.” E foi acompanhado de Luiza: “São os traços das asiáticas, os costumes das árabes, os produtos coreanos… As conexões multiculturais são outra tendência forte, assim como a energia jovem, que vai além da idade e traz as cores pastel-neon, que são vivas e com quê de pop”, conclui.