Renata Banhara desabafa: “Meu marido me tirou do convênio por crueldade”

Renata Banhara fica sem convênio durante tratamento médico (Foto: Acervo pessoal)Renata Banhara fica sem convênio durante tratamento médico (Foto: Acervo pessoal)

Eu era casada e estávamos juntos desde 2012. Meu ex-marido foi um excelente companheiro e antes da minha doença a gente nunca brigava. Ele é politizado, estudado, muito fino e éramos uma família feliz: eu, ele, meus dois filhos e a  filha dele.

No final de 2015, comecei a sentir fortes dores de cabeça, até que em fevereiro de 2016, meu rosto derreteu, ficou deformado. Fui a um hospital e disseram que era uma alergia. Só em abril, no hospital Albert Einstein, após passar por diversos patologistas, fui diagnosticada com uma infecção generalizada causada por uma bactéria que estava alojada no dente.

Descobriram que um canal que fiz carregava uma infecção de bactérias há 7 anos. Ela se iniciou na raiz desse dente e ficou alojada no maxilar. Tem uma corrente de oxigenação que leva tudo para a cabeça, perto do cérebro, e levou as bactérias para todo lado.

Fui internada em estado gravíssimo e logo operaram o lado direito. No mesmo final de semana, o lado esquerdo da cabeça e o joelho também passaram por cirurgia. Essa bactéria gosta das juntas do corpo, então tive que fazer várias punções. No ano seguinte, foram idas e vindas do hospital, mas eu ia sozinha, de Uber. Minhas idas ao hospital eram tidas como frescura pelo meu ex-marido.

Fui operada às pressas e, quando voltei para casa, a primeira coisa que meu então marido fez foi jogar todos os remédios fora e dizer que eu não tinha nada. “Inclusive, estou com fome. Quero jantar”, disse ele em seguida. E eu fui para o fogão totalmente anestesiada. Fiz uma sopa para ele, levei na bandeja, com um guardanapo. Quando deitei na cama, ele falou: “Você não vai fazer comida para o seu filho?”. Voltei e fiz de novo. Ovos mexidos e pipoca.

Não comi, não jantei e deitei. Só estou tendo consciência disso agora, porque nunca falei para ninguém. Era eu que precisava de um banho, medicações e comida.

Meus filhos não sabiam de nada. Eles liam sobre a infecção na mídia e eu falava que era mentira, queria protegê-los. Meu filho mais velho estava na fase de prestar vestibular, não queria prejudicá-lo. O caçula foi morar com o pai, Frank Aguiar, quando fui internada pela primeira vez. Já a filha do meu ex foi morar com a mãe, nos Estados Unidos.

Minha doença matou a relação. Ele casou com a Renata Banhara que era útil para a filha dele, nas funções do lar, e nas questões femininas para a sobrevivência dele.

Os abusos eram de todos os tipos. Ele abriu as janelas e falou: “Pula”. Não encostou em mim, só falou para pular. “Você está muito triste”, ele dizia. Antes disso, me consultei com uma psiquiatra. As dores que eu sentia eram tantas que eu queria ir embora, mas não era um caso típico de suícidio.

Renata Banhara e o rosto inchado durante processos inflamatórios da infecção no rosto (Foto: Acervo pessoal)Renata Banhara e o rosto inchado durante processos inflamatórios da infecção no rosto (Foto: Acervo pessoal)

A psiquiatra explicou: como a dor era muito forte, nem os calmantes davam conta, era só o desejo de acabar com isso. Depois de mais de três meses com dor, o ser humano corta os neurotransmissores, a serotonina, toda a anfetamina, toda a alegria. Seu cérebro fica preto.

Eu me culpei muito por estar feia, deformada e por ter engordado, mas, quando não estava no hospital, colocava um pijaminha bonito, um brinquinho e fazia as tarefas do lar mesmo com a dor. Olho para trás e vejo que fui vítima de uma grande violência psicológica.

Renata em uma das internações no hospital Albert Einstein (Foto: Acervo pessoal)Renata em uma das internações no hospital Albert Einstein (Foto: Acervo pessoal)

No começo de 2018, fiquei sabendo por meio de funcionários da nossa casa que, quando eu ficava internada, ele levava uma outra mulher para lá. Eu não culpo a menina.

Depois de uns dias com o coração apertado, olhei nos olhos dele e contei que sabia. Em seguida, ele me deu um soco. Meu filho mais velho estava em casa e me protegeu das agressões. Foi ali que decidi me separar.

Meu ex-marido me tirou do convênio em um ato de crueldade

Descobri em janeiro de 2018, quando fui ao hospital, depois que ele me bateu. Primeiro passei no IML e segui para o pronto socorro, foi aí que avisaram que o convênio tinha sido cortado.

O SUS me atende normal: hospitais cheios e médicos tentando fazer milagre. São clínicos gerais que não atendem meu caso específico, mas me dão paliativos. A primeira vez que fui no pronto-socorro, um monte de gente postou na internet que meu lugar não era ali. Mas meu lugar é ali, sim. Estou desempregada, sem convênio e doente, tenho direito.

Tomo antibióticos, corticóides e calmantes. Tem muito líquido de 2015 para sair ainda, mas as bactérias estão voltando. O lado esquerdo do meu rosto está totalmente concretado. Fiquei com fibromialgia e tenho fortes crises de dor.

Eu sou ativista contra a violência doméstica há muitos anos, mas eu esqueci do principal: o 180. A violência psicológica é muito mais grave que a física. Minha violência física durou 1h40, a psicológica já dura há mais de dois anos e eu nunca vou esquecer. Aos 43 anos, sempre falando sobre violência, esqueci o principal: procurar ajuda.

Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos SPFW Revista Epoca Vogue Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Melhores Agencias de modelos do Brasil Agencias de Modelos do Brasil Linksweb Neoplanos Agentes do Alem 3ICAP Premio de Moda AnuarioTI Governo Estadão – Caderno de Moda Beleza, Moda e Agencias de Modelos do Brasil Mural Fashion ID Porto Alegre Fashionlines Balenciaga Pebblebeb Sweetyus O Povo Hubblo Informações sobre agencias de modelos Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Agencias de Modelos e Top Models UOL Estilo G1 Moda Jornal O Globo Folha S.Paulo Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL , LEQUIPE AGENCE, Way Model

Renata Banhara desabafa: “Meu marido me tirou do convênio por crueldade”

Renata Banhara fica sem convênio durante tratamento médico (Foto: Acervo pessoal)Renata Banhara fica sem convênio durante tratamento médico (Foto: Acervo pessoal)

Eu era casada e estávamos juntos desde 2012. Meu ex-marido foi um excelente companheiro e antes da minha doença a gente nunca brigava. Ele é politizado, estudado, muito fino e éramos uma família feliz: eu, ele, meus dois filhos e a  filha dele.

No final de 2015, comecei a sentir fortes dores de cabeça, até que em fevereiro de 2016, meu rosto derreteu, ficou deformado. Fui a um hospital e disseram que era uma alergia. Só em abril, no hospital Albert Einstein, após passar por diversos patologistas, fui diagnosticada com uma infecção generalizada causada por uma bactéria que estava alojada no dente.

Descobriram que um canal que fiz carregava uma infecção de bactérias há 7 anos. Ela se iniciou na raiz desse dente e ficou alojada no maxilar. Tem uma corrente de oxigenação que leva tudo para a cabeça, perto do cérebro, e levou as bactérias para todo lado.

Fui internada em estado gravíssimo e logo operaram o lado direito. No mesmo final de semana, o lado esquerdo da cabeça e o joelho também passaram por cirurgia. Essa bactéria gosta das juntas do corpo, então tive que fazer várias punções. No ano seguinte, foram idas e vindas do hospital, mas eu ia sozinha, de Uber. Minhas idas ao hospital eram tidas como frescura pelo meu ex-marido.

Fui operada às pressas e, quando voltei para casa, a primeira coisa que meu então marido fez foi jogar todos os remédios fora e dizer que eu não tinha nada. “Inclusive, estou com fome. Quero jantar”, disse ele em seguida. E eu fui para o fogão totalmente anestesiada. Fiz uma sopa para ele, levei na bandeja, com um guardanapo. Quando deitei na cama, ele falou: “Você não vai fazer comida para o seu filho?”. Voltei e fiz de novo. Ovos mexidos e pipoca.

Não comi, não jantei e deitei. Só estou tendo consciência disso agora, porque nunca falei para ninguém. Era eu que precisava de um banho, medicações e comida.

Meus filhos não sabiam de nada. Eles liam sobre a infecção na mídia e eu falava que era mentira, queria protegê-los. Meu filho mais velho estava na fase de prestar vestibular, não queria prejudicá-lo. O caçula foi morar com o pai, Frank Aguiar, quando fui internada pela primeira vez. Já a filha do meu ex foi morar com a mãe, nos Estados Unidos.

Minha doença matou a relação. Ele casou com a Renata Banhara que era útil para a filha dele, nas funções do lar, e nas questões femininas para a sobrevivência dele.

Os abusos eram de todos os tipos. Ele abriu as janelas e falou: “Pula”. Não encostou em mim, só falou para pular. “Você está muito triste”, ele dizia. Antes disso, me consultei com uma psiquiatra. As dores que eu sentia eram tantas que eu queria ir embora, mas não era um caso típico de suícidio.

Renata Banhara e o rosto inchado durante processos inflamatórios da infecção no rosto (Foto: Acervo pessoal)Renata Banhara e o rosto inchado durante processos inflamatórios da infecção no rosto (Foto: Acervo pessoal)

A psiquiatra explicou: como a dor era muito forte, nem os calmantes davam conta, era só o desejo de acabar com isso. Depois de mais de três meses com dor, o ser humano corta os neurotransmissores, a serotonina, toda a anfetamina, toda a alegria. Seu cérebro fica preto.

Eu me culpei muito por estar feia, deformada e por ter engordado, mas, quando não estava no hospital, colocava um pijaminha bonito, um brinquinho e fazia as tarefas do lar mesmo com a dor. Olho para trás e vejo que fui vítima de uma grande violência psicológica.

Renata em uma das internações no hospital Albert Einstein (Foto: Acervo pessoal)Renata em uma das internações no hospital Albert Einstein (Foto: Acervo pessoal)

No começo de 2018, fiquei sabendo por meio de funcionários da nossa casa que, quando eu ficava internada, ele levava uma outra mulher para lá. Eu não culpo a menina.

Depois de uns dias com o coração apertado, olhei nos olhos dele e contei que sabia. Em seguida, ele me deu um soco. Meu filho mais velho estava em casa e me protegeu das agressões. Foi ali que decidi me separar.

Meu ex-marido me tirou do convênio em um ato de crueldade

Descobri em janeiro de 2018, quando fui ao hospital, depois que ele me bateu. Primeiro passei no IML e segui para o pronto socorro, foi aí que avisaram que o convênio tinha sido cortado.

O SUS me atende normal: hospitais cheios e médicos tentando fazer milagre. São clínicos gerais que não atendem meu caso específico, mas me dão paliativos. A primeira vez que fui no pronto-socorro, um monte de gente postou na internet que meu lugar não era ali. Mas meu lugar é ali, sim. Estou desempregada, sem convênio e doente, tenho direito.

Tomo antibióticos, corticóides e calmantes. Tem muito líquido de 2015 para sair ainda, mas as bactérias estão voltando. O lado esquerdo do meu rosto está totalmente concretado. Fiquei com fibromialgia e tenho fortes crises de dor.

Eu sou ativista contra a violência doméstica há muitos anos, mas eu esqueci do principal: o 180. A violência psicológica é muito mais grave que a física. Minha violência física durou 1h40, a psicológica já dura há mais de dois anos e eu nunca vou esquecer. Aos 43 anos, sempre falando sobre violência, esqueci o principal: procurar ajuda.

Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos SPFW Revista Epoca Vogue Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Melhores Agencias de modelos do Brasil Agencias de Modelos do Brasil Linksweb Neoplanos Agentes do Alem 3ICAP Premio de Moda AnuarioTI Governo Estadão – Caderno de Moda Beleza, Moda e Agencias de Modelos do Brasil Mural Fashion ID Porto Alegre Fashionlines Balenciaga Pebblebeb Sweetyus O Povo Hubblo Informações sobre agencias de modelos Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Agencias de Modelos e Top Models UOL Estilo G1 Moda Jornal O Globo Folha S.Paulo Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL , LEQUIPE AGENCE, Way Model

Erika Januza mostra rotina de malhação aos seguidores

Erika Januza (Foto: Reprodução/Instagram)Erika Januza (Foto: Reprodução/Instagram)

Erika Januza, atualmente no ar em O Outro Lado do Paraíso, mostrou aos seguidores o que já é dito por profissionais: o segredo da boa forma é o equilíbrio. Depois de abusar na comida na última segunda-feira, 23, ela aproveitou a manhã livre para queimar as calorias consumidas. “Não perdendo o foco na Fitnancia! Tirando os pratos dos storie de ontem… kkkk”, escreveu. 

Em entrevista recente, a atriz contou sobre sua trajetoria como mulher negra em lugares majoritariamente ocupados por pessoas brancas, e embora não diga que é militante, ela se vê ligada à causa racial: “Onde quer que eu vá, ouço: ‘Você me representa’. Sei que ocupo um lugar importante, então, quando posso, falo das minhas experiências como cidadã negra. E nos identificamos. O que passo é parecido com o que todas as mulheres negras deste país passam, seja uma atriz, seja uma doméstica.”

Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos SPFW Revista Epoca Vogue Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Melhores Agencias de modelos do Brasil Agencias de Modelos do Brasil Linksweb Neoplanos Agentes do Alem 3ICAP Premio de Moda AnuarioTI Governo Estadão – Caderno de Moda Beleza, Moda e Agencias de Modelos do Brasil Mural Fashion ID Porto Alegre Fashionlines Balenciaga Pebblebeb Sweetyus O Povo Hubblo Informações sobre agencias de modelos Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Agencias de Modelos e Top Models UOL Estilo G1 Moda Jornal O Globo Folha S.Paulo Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL , LEQUIPE AGENCE, Way Model

Fã de hábitos saudáveis, Meghan Markle ajudou Harry a parar de fumar

Meghan Markle e o príncipe Harry (Foto: Getty Images)Meghan Markle e o príncipe Harry (Foto: Getty Images)

Há poucos dias do casamento real, a atriz Meghan Markle está ocupada não só com a própria cerimônia, mas também em ajudar o príncipe Harry a se livrar de alguns hábitos ruins antes que a união seja oficializada.

Segundo a Vanity Fair, o filho do príncipe Charles parou de fumar em consideração à futura esposa, e também decidiu mudar um pouco a rotina para manter uma vida mais equilibrada.

Apesar do nervosismo em relação ao casamento – o que por si só seria motivo o suficiente para continuar fumando – o príncipe decidiu seguir a orientação de Meghan e lagar por completo o hábito do tabaco, simplesmente porque ela não aguenta o vício.

Além disso, ele também teria deixado de consumir tanto carboidrato e inserindo alimentos mais completos na sua alimentação diária, como quinoa e couve. Meghan é conhecida por sua alimentação super balanceada – e por ser fã de alimentos que ajudam na manutenção do corpo, como verduras e legumes – e supostamente esvaziou por completo a geladeira do noivo quando se mudou para o Nottingham Cottage, onde ele mora. Inclusive, ela ajudou Harry a deixar de comer fast food e comidas que são muito gordurosas – e até ajudou o príncipe a começar a praticar yoga.

Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos SPFW Revista Epoca Vogue Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Melhores Agencias de modelos do Brasil Agencias de Modelos do Brasil Linksweb Neoplanos Agentes do Alem 3ICAP Premio de Moda AnuarioTI Governo Estadão – Caderno de Moda Beleza, Moda e Agencias de Modelos do Brasil Mural Fashion ID Porto Alegre Fashionlines Balenciaga Pebblebeb Sweetyus O Povo Hubblo Informações sobre agencias de modelos Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Agencias de Modelos e Top Models UOL Estilo G1 Moda Jornal O Globo Folha S.Paulo Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL , LEQUIPE AGENCE, Way Model

Superguia vegetariano: os melhores restôs em São Paulo

Prato do Banana Verde (Foto: Tomaz Vello/Divulgação )Agnolotti de beterraba do Banana Verde (Foto: Tomaz Vello/Divulgação)

André Ligeiro não é de Touro, mas aprecia (e muito!) uma boa comida. Além de seus cliques superdescolados no Instagram, o fotógrafo gosta de mostrar lugares bacanas para vegetarianos — assim como ele — em São Paulo. Tem restaurante, bar, café… Pronta para organizar o seu roteiro? André jura que vale a pena. E a gente assina embaixo!RESTAURANTES

LAGOA TROPICAL (@lagoatropical) – Rua Borges Lagoa, 406, Vila Mariana

“Vegetariano com opções veganas, buffet à vontade e preço acessível, incluindo bebida e sobremesa.” 

GREEN CHEF (@greenchef_sp) – Rua General Jardim, 550, Vila Buarque

Superguia vegetariano (Foto: Instagram/Reprodução)50 tons de verde (Foto: Instagram/Reprodução)

“Restaurante vegetariano com opções veganas, buffet por quilo (em torno de R$ 38 o quilo), com suco cortesia.”

SER-AFIM (@restauranteserafim) – Alameda Jaú, 1142, Jardins

“97% vegano e 3% vegetariano, paga-se um valor fixo e come-se à vontade. Prove a feijoada de shimeji, meu prato favorito de lá!” 

BANANA VERDE (@restbananaverde) – Rua Harmonia, 278, Vila Madalena

Prato do Banana Verde (Foto: Tomaz Vello/Divulgação )Banana Verde (Foto: Tomaz Vello/Divulgação)

“À la carte. Existe o cardápio vegetariano e o vegano, ambiente grande e superaconchegante.”

THAT VEGAN BRAND (@thatveganbrand) – Rua Aimberê, 91 – Perdizes

Superguia vegetariano (Foto: Instagram/Reprodução)That Vegan Brand (Foto: Instagram/Reprodução)

“100% vegano. É um restaurante com alguns pratos feitos, sanduíches… Tem falafel enrolado na folha de couve e o preço é ótimo. E o melhor é que funciona até tarde (até 1h de terça a sabado e domingo até às 22h) e tem delivery.”

LOTUS – Rua Brigadeiro Tobias, 420, Centro

“É um buffet com muitas opções (algumas veganas), comida saborosa, mas eu não acho tão barato para quem come bastante, que é meu caso. O valor do quilo gria em torno de R$ 56.” 

MOMO LAMEN (@momolamen) – Rua dos Estudantes, 34, Liberdade

“Na minha opnião, é o melhor lamen que já comi. A opção vegetariana vem com ovo e caldo de legumes. Se for vegano, é só pedir sem o ovo. A porção de edamame é uma delícia, vale para comer junto!”

BIRA CAFÉ (@biracafebar) – Rua Joaquim Távora, 955, Vila Mariana

Superguia vegetariano (Foto: Instagram/Reprodução)Bira Café (Foto: Instagram/Reprodução)

“Tem opções vegetarianas e veganas. Lamen, bolinho de arroz…”

SUSHIMAR VEGANO (@sushimarvegano) – Alameda Campinas, 1287 – Jardins

Superguia vegetariano (Foto: Instagram/Reprodução)Sushimar vegano (Foto: Instagram/Reprodução)

“É um rodizio japonês, só que vegano. Bem gostoso, mas eu ainda acho o preço um pouco salgado, em torno de R$ 70 por pessoa. A apresentação dos pratos, no entanto, é linda.” 

PASTIFICIO PRIMO (@pastificioprimo) – Jardins, Pompeia, Pinheiros

“Existem várias unidades. É como se fosse um fast food de massas com opções veganas e vegetarianas (integral também). O prato custa em média R$ 25.”

APFEL JARDINS (@apfeljardins) – Rua Bela Cintra, 1343, Jardins

Superguia vegetariano (Foto: Instagram/Reprodução)Apfel Jardins (Foto: Instagram/Reprodução)

“É um restaurante vegetariano orgânico, com opções veganas e sobremesa. Durante a semana custa em média R$ 38 para comer à vontade.”

HI POKEE (@hipokee) – Rua Augusta, 2052, Jardins

Superguia vegetariano (Foto: Instagram/Reprodução)Hi Pokee (Foto: Instagram/Reprodução)

“Comida havaiana com opções prontas ou personalizadas. Vegetariano, vegano, como preferir… eu amo!”

SUPER NATURAL ORGÂNICOS (@supernatural_organicos) – Rua Augusta, 2992, Jardins

Superguia vegetariano (Foto: Instagram/Reprodução)Super Natural Orgânicos (Foto: Instagram/Reprodução)

“Buffet livre, preço ok e a comida é muito saborosa, com sobremesa.”

SATORI (@restaurantesatori) – Praça Carlos Gomes, 60, Liberdade

“Menu macrobiótico com opção vegetariana. É simples e incrível.”

GOSHALA (@goshala_restaurante) – Rua dos Pinheiros, 265, Pinheiros

“Comi uma feijoada vegetariana e amei. Não vem nenhum tipo de carne de soja, mas sim tofu e legumes, uma delícia. O valor acompanha entrada, prato principal, suco e sobremesa.”

SORVETES SOROKO – Rua Augusta, 305, Consolação

“Tem várias opções de sorvetes veganos, com leite de soja ou até mesmo com fruta pura. Adoro a calda de chocolate vegano. É por quilo. Um show!”

VACA ATELIÊ CULINÁRIO (@vacaatelieculinario) – Avenida Professor Alfonso Bovero, 323, Perdizes 

Vaca Ateliê Culinário (Foto: Acervo André Ligeiro)Vaca Ateliê Culinário (Foto: Acervo André Ligeiro)

“Pratos bem elaborados, deliciosos e com uma apresentação maravilhosa. Comi bolinhos do mar (não sei explicar exatamente o que são, mas contêm algas), 4 estágios da batata (esse era o nome do prato principal!) e sobremesas muito boas. O preço é alto, um lance mais gourmet, mas vale a pena.”

GULAB HARI (@gulabhari) – Rua Antonio Carlos, 429, Consolação

“Vegetariano e vegano com inspiração indiana. Incrível! R$ 42 o suco, a entrada, o prato e a sobremesa.” 

LANCHES

BAR EXQUISITO (@barexquisito) – Rua Bela Cintra, 532, Consolação

“Eles têm opções de hambúrguer de berinjela, de grão de bico ou de soja – e você pode escolher queijo vegano ou queijo normal. O sanduíche tem um ótimo preço e ainda acompanha um potinho com guacamole e batata frita. No cardápio há outros pratos vegetarianos também.”

ANIMAL CHEF (@animal_chef) – Rua Augusta, 1036, Consolação

Superguia vegetariano (Foto: Instagram/Reprodução)Animal chef (Foto: Instagram/Reprodução)

“Vegano <3. Eles têm um hambúrguer (que é um mix de feijão e grãos) no cardápio fixo, tipo um x-salada, e toda semana surge uma nova opção.”

CAIXOTE BAR (@caixotebar) – Rua Augusta, 914, Consolação

Superguia vegetariano (Foto: Instagram/Reprodução)Caixote Bar (Foto: Instagram/Reprodução)

“Diversos sabores de empanadas e coxinhas veganas. O ambiente é show para tomar uns drinks.”

RAW BURGER (@veggie_raw_burger) – Rua Augusta, 2052, Jardins

Superguia vegetariano (Foto: Instagram/Reprodução)Raw Burger (Foto: Instagram/Reprodução)

“Opções deliciosas de hambúrgues veganos e vegetarianos e várias entradas incríveis.”

NOW BURGER (@nowburger) – Rua Apinajés, 847, Perdizes

“É uma hamburgueria com opção vegetariana/vegana. Você paga um valor e pode escolher todos os acompanhamentos do cardápio. É bem bom também e a vantagem é que fica aberto até tarde.”

HOLY BURGER (@holyburgersp) – Rua Doutor Cesario Mota Junior, 527, Vila Buarque

Superguia vegetariano (Foto: Instagram/Reprodução)Holy Burger (Foto: Instagram/Reprodução)

“Eles têm uma ótima opção de hambúrguer vegetariano.”

BURGUER KING (@burgerkingbrasil) – Franquias espalhadas por todo o Brasil

“Se você está em um shopping e precisa comer algo, o Veggie Burger cumpre a função com louvor. Antes de conhecer, gastava bastante em franquias de buffet por quilo porque pegava muito carboidrato. O lanche do BK é uma delícia, boa dica até para não-vegetarianos.” 

PIZZAS

POP VEGAN FOOD (@popveganfood) – Rua Fernando de Albuquerque, 142/144, Consolação

Superguia vegetariano (Foto: Instagram/Reprodução)Pop Vegan Food (Foto: Instagram/Reprodução)

“Eu amo as pizzas deles. Já provei quase todas. É um pouco mais leve, tem opção de massa integral, sem trigo e outras coisas.”

BARÃO NATURAL (@baraonatural) – Alameda Barão de Limeira, 1090, Campos Elíseos

“Pizzas para quem quer exagero de recheio. Hummm!”

CAFÉS 

PADOCA VEGAN (@@padocavegan) – Rua Harmonia, 1285, Sumarezinho

Superguia vegetariano (Foto: Instagram/Reprodução)Padoca vegan (Foto: Instagram/Reprodução)

“Dá para pedir o menu degustação para duas pessoas ou coisas separadas. Curti tudo o que comi. Aproveite e leve os pães do balcão para a casa.”

HOLY NUTS CAFÉ (@holynutscafe) – Inácio Pereira da Rocha, 246, Vila Madalena

Superguia vegetariano (Foto: Instagram/Reprodução)Holy Nuts Café (Foto: Instagram/Reprodução)

“Eu fui em uma tarde, comi salada com hambúrguer vegano, tomei o milk shake, comi o pão de queijo sem queijo e outras coisas. Amei tudo. Ambiente gostoso.”

MATE POR FAVOR (@mateporfavor) – Rua Augusta, 1492, Consolação

“Tomei café da manhã, provei alguns salgados veganos, comi os chocolatinhos veganos e também dois bolos veganos maravilhosos. Ah, e o mate claro! Adorei.”

Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos Modelos Masculinos SPFW Revista Epoca Vogue Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Melhores Agencias Agencias de Modelos do Brasil Linksweb Neoplanos Agentes do Alem 3ICAP Premio de Moda AnuarioTI Governo ID Porto Alegre Fashionlines Balenciaga Pebblebeb SweetyusO Povo Hubblo Informações sobre agencias de modelos Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Agencias de Modelos e Top Models UOL Estilo G1 Moda  Folha S.Paulo Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL , LEQUIPE AGENCE, Way Model