Arquivos da categoria: Terapia

Saiba como as musas das escolas de samba se preparam para o Carnaval

escola-de-samba-3Quitéria Chagas conta como se prepara para o Carnaval (Foto: Divulgação)

O Carnaval ainda parece longe, mas é um fato que as principais musas das escolas de sambas estão trabalhando duro para ficarem com o corpo em dia para desfilarem na Sapucaí. Pode parecer fácil colocar um salto alto e sambar por toda a avenida, mas a verdade é que os destaques do Carnaval carioca passam meses cuidando do corpo, da alimentação e da pele para arrasarem no dia do desfile e fazerem bonito com o samba no pé.

Por isso, Marie Claire revela agora alguns dos principais segredos de beleza das passistas das escolas de samba do Rio de Janeiro, confira:

Quitéria Chagas, Escola Império Serrano
Depois de três anos afastada, Quitéria volta para a Avenida depois de se tornar mãe. Ela, que é estudante de psicologia e doula, chegou a pesar 90kg durante a gravidez, mas perdeu 40kg em um ano e se prepara para fazer o seu retorno na Sapucaí. “Tinha resolvido parar com o Carnaval, mas é uma paixão e depois de ter recebido o convite para voltar, aceitei na hora! Emagreci bastante, estou com meu corpo da adolescência e estou fazendo tratamentos estéticos com a Mara Martins, do Studio Carminati, unindo a musculação e a uma dieta balanceada”.  Dentre os tratamentos escolhidos, estão a radiofrequência e a carboxiterapia, que promove a oxigenação da pele.

Amanda Pinheiro, Estação Primeira de Mangueira
Musa da escola há 3 anos, Amanda alterna exercícios físicos com musculação, além de uma dieta regrada e tratamentos estéticos na Clínica Vidhera. “Gosto de me cuidar, malho e faço dieta com acompanhamento da minha nutri, sempre carrego minha marmitinha com comida para não correr o risco de comer algum alimento que saia da dieta. Amo pegar sol e sempre vou à praia. Estou fazendo tratamentos estéticos na Vidhera e malho todos os dias. Também sou muito vaidosa e toda semana faço hidratação nos cabelos, para os fios ficarem bem lindos para o dia do desfile”.

Raíssa de Oliveira, Beija-Flor
A rainha de bateria da Beija-Flor não dá descanso para os cuidados com o corpo. Ela faz exercícios todos os dias e se preocupa com a sua alimentação sempre. “Eu faço muitos tratamentos estéticos, adoro drenagem, mantas e como sou viciada nesses tratamentos, eu vejo resultado imediato! Eu também sou bem preocupada com a alimentação, mas não privo de comer o que quero. Mas agora a minha dieta está intensa e bem radical. O que me preocupo próximo ao Carnaval é com o bronzeamento, estou fazendo o bronzeamento com fitinha na laje, pois gosto de ficar bem bronzeada”.

A esteticista Cristiane Boneta, dá mais detalhes sobre os tratamentos que Raíssa faz: “Faço massagem modeladora, corrente russa e radiofrequência, para estimular colágeno e manter a pele mais firme. Além disso, a Raíssa também é adepta a uma novidade, a ortodetox, um tratamento que mistura detox e medicina ortomolecular”.

Bianca Salgueiro, Acadêmicos do Salgueiro
Dentre as práticas escolhidas pela musa do Carnaval, estão o spinning e a musculação. Tudo para manter as curvas em forma. “Não faço dieta! Me alimento super bem parar estar disposta e com gás parar encarar a Sapucaí!”, diz ela, que, no entanto, investe em massagens modeladoras, drenagens linfáticas e massoterapia, que ajuda na eliminação da gordura localizada.

Erica Paes, Grande Rio
Prestes a estrear na televisão na novela A Força do Querer, da Globo, a lutadora de MMA alterou um pouco a sua rotina para ser um dos destaques do quinto carro alegórico da escola de samba. “Toda semana faço ultracavitação, endermo, massagem modeladora e drenagem linfática, para redução de medidas para tirar retenção de líquidos e para modelar o corpo”, explica ela.

Além disso, ela alterou bastante a sua alimentação, principalmente porque está longe das lutas e percebeu uma necessidade de prestar mais atenção ao que come. “Atualmente, por estar afastada dos octógonos, e por estar na nova novela meu médico, Dr. Márcio Tannure, e minha nutróloga, Dra. Lia Correia, modificaram minha suplementação e minha alimentação. Há cinco meses sigo a dieta paleolítica”. Além disso, ela preparou toda uma rotina pré-desfile para arrasar na Sapucaí. “Darei tudo de mim para sair campeã. Farei desidratação por dia que é um procedimento de atleta, no qual não tomamos água normal e, sim, água destilada e entrarei na dieta vegana. Entrarei na Marques de Sapucaí da mesma forma que subo no octógono… Focada na vitória!”.

Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Informações sobre agencias de modelos Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Veja Fashion Agencia de Modelos e Top Models Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL BRASIL, LEQUIPE AGENCE, Way Model

Os tratamentos de pele mais exóticos escolhidos por famosas

Victoria Beckham (Foto: Tony Barson (GettyImages))Victoria Beckham (Foto: Tony Barson (GettyImages))

Muitas celebridades se sentem pressionadas para manter a pele jovem e com um aspecto saudável o tempo todo. Por isso, não é de se estranhar que algumas famosas deixem os simples cremes de lado e recorram a tratamentos inusitados. A Marie Claire norte-americana fez uma seleção de cinco celebridades que não escondem terem sido submetidas a práticas incomuns, que vão de picadas de abelha a fezes de pássaros. Confira!


Victoria Beckam
Depois de viajar para o Japão e ficar maravilhada com a pele incrível das mulheres do país, Victoria Beckham, de 41 anos, decidiu submeter-se a um procedimento estético comum na tradição japonesa: infusão de fezes de pássaro, especificamente de rouxinol, no rosto. A substância é transformada em um pó antes de ser aplicada e costumava ser escolhida pelas gueixas para deixar a pele iluminada e macia.


Jennifer Aniston

A atriz Jennifer Aniston (Foto: Vittorio Cellato (Getty Images))A atriz Jennifer Aniston (Foto: Vittorio Cellato (Getty Images))

A atriz de 47 anos assumiu recorrer a uma sauna high-tec para purificar a pele – e até perder alguns quilos. Essa sauna faz uso de uma luz infravermelha eletromagnética, que é livre dos prejudiciais raios ultravioleta, com a promessa de promover uma limpeza profunda nas células. Os resultados, segundo Jennifer incluem uma pele mais iluminada, o rejuvenescimento e detox celular, além de relaxamento e até perda de peso.


Kim Kardashian

Kim Kardashian (Foto: Steven Lawton (Getty Images))Kim Kardashian (Foto: Steven Lawton (Getty Images))

Utilizar o próprio sangue para um procedimento estético não parece algo em que muitas pessoas apostariam – mas foi o que Kim Kardashian, de 35 anos, fez (e ainda compartilhou fotos com o rosto coberto de sangue na internet). Conhecido nos Estados Unidos como “vampire facial”, o tratamento injeta na pele do paciente uma substância gelatinosa, feita de seu próprio sangue. A promessa é a de ser uma alternativa não cirúrgica ao lifting facial e diminuir a flacidez da pele.


Gwyneth Paltrow

Gwyneth Paltrow (Foto: George Pemenle/Getty Images)Gwyneth Paltrow (Foto: George Pemenle/Getty Images)

A atriz de 43 anos nunca escondeu que costuma ser submetida a tratamentos estéticos inusitados para manter o rosto jovem – entre eles, ser voluntariamente picada por abelhas. Ao jornal “The New York Times”, ela explicou do que a prática se trata: “É um antigo tratamento de milhares de anos chamado apiterapia. As pessoas fazem uso dele para se livrarem de inflamações e cicatrizes. É incrível. Mas dolorido”.


Kate Moss

A modelo britânica Kate Moss (Foto: Fred Duval / Getty Images)A modelo britânica Kate Moss (Foto: Fred Duval / Getty Images)

A modelo britânica de 42 anos tem um segredo para os dias em que acorda com o rosto inchado e com sinais de cansaço: mergulhar o rosto em um recipiente cheio de gelo e pepino. Segundo ela, a prática deixa a pele mais firme e dá à pele o mesmo aspecto que uma noite bem dormida faz.

Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Informações sobre agencias de modelos Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Veja Fashion Agencia de Modelos e Top Models

Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL BRASIL, LEQUIPE AGENCE, Way Model

Marca de calcinhas menstruais elege transgênero como estrela de sua campanha

Sawyer Devuyst estrela campanha de calcinhas menstruais (Foto: Divulgação)Sawyer Devuyst estrela campanha de calcinhas menstruais (Foto: Divulgação)

Absorvente, coletor, calcinha menstrual… Cada vez mais produtos inovadores chegam às prateleiras, porém nenhuma nova descoberta foi capaz ainda de cessar com o tabu que ainda ronda a menstruação. De olho nisso, a marca nova-iorquina Thinx decidiu dar mais um passo à frente neste segmento.


Depois de lançar as tais calcinhas coletoras, ela acaba de convidar o modelo transgênero Sawyer Devuyst para estrelar sua mais nova campanha, intitulada “pessoas que menstruam”. A proposta da grife é atingir a todos cujas vidas são impactadas pelos ciclos menstruais periódicos.


A primeira iniciativa da Thinx neste sentido já havia acontecido em 2015, quando, em homenagem à Semana da Visibilidade Transgênera, nos Estados Unidos, ela lançou um modelo box da peça, atingindo assim homens que também menstruam. “Não sinto como se estivesse no corpo errado. Acho que estou na sociedade errada, porque se você não é um homem ou uma mulher, então ninguém sabe o que fazer com você. E é aí que a violência acontece”, desabafa Sawyer, que há cinco anos se identifica com o gênero masculino.


Apesar de ter se identificado como um menino aos seis anos de idade, Sawyer só conseguiu assumir definitivamente sua identidade aos 23 anos. E o início da terapia de reposição hormonal aconteceu cinco anos depois. “Hoje [aos 30 anos], eu me identifico como menino, mas ainda menstruo”, conta ele.


Durante os ciclos, Sawyer costumava recorrer a várias calcinhas e a um shorts para que ninguém percebesse. E um dos momentos mais difíceis, segundo ele, era quando precisava usar o banheiro masculino. “Muitas pessoas não sabem que alguns homens menstruam, porque não se fala sobre isso. Os trans sofrem com falta de visibilidade e, sem visibilidade, ninguém fala sobre menstruação. Isso ainda é visto como uma vergonha, como uma característica ‘feminina’, que põe em cheque a ‘masculinidade’.”

“Não sinto como se estivesse no corpo errado. Acho que estou na sociedade errada“Não sinto como se estivesse no corpo errado. Acho que estou na sociedade errada” (Foto: Divulgação)

O desejo de Sawyer é que um dia a menstruação seja encarada como algo natural aos seres humanos e que os transgêneros sejam tratados como as pessoas comuns que são. “Eu não necessariamente quero me tornar um homem hipermasculino. Só quero sentir que posso andar de maneira segura pelo mundo”, diz.


Aos interessados e interessadas, as calcinhas menstruais estão à venda no site da marca, que entrega no Brasil. Os preços das peças variam de US$ 29 a US$ 38 (R$ 101 a R$ 133).

Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Informações sobre agencias de modelos Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Veja Fashion Agencia de Modelos e Top Models

Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL BRASIL, LEQUIPE AGENCE, Way Model

Marca de calcinhas menstruais elege transgênero como estrela de sua campanha

Sawyer Devuyst estrela campanha de calcinhas menstruais (Foto: Divulgação)Sawyer Devuyst estrela campanha de calcinhas menstruais (Foto: Divulgação)

Absorvente, coletor, calcinha menstrual… Cada vez mais produtos inovadores chegam às prateleiras, porém nenhuma nova descoberta foi capaz ainda de cessar com o tabu que ainda ronda a menstruação. De olho nisso, a marca nova-iorquina Thinx decidiu dar mais um passo à frente neste segmento.

 

Depois de lançar as tais calcinhas coletoras, ela acaba de convidar o modelo transgênero Sawyer Devuyst para estrelar sua mais nova campanha, intitulada “pessoas que menstruam”. A proposta da grife é atingir a todos cujas vidas são impactadas pelos ciclos menstruais periódicos.

 

A primeira iniciativa da Thinx neste sentido já havia acontecido em 2015, quando, em homenagem à Semana da Visibilidade Transgênera, nos Estados Unidos, ela lançou um modelo box da peça, atingindo assim homens que também menstruam. “Não sinto como se estivesse no corpo errado. Acho que estou na sociedade errada, porque se você não é um homem ou uma mulher, então ninguém sabe o que fazer com você. E é aí que a violência acontece”, desabafa Sawyer, que há cinco anos se identifica com o gênero masculino.

 

Apesar de ter se identificado como um menino aos seis anos de idade, Sawyer só conseguiu assumir definitivamente sua identidade aos 23 anos. E o início da terapia de reposição hormonal aconteceu cinco anos depois. “Hoje [aos 30 anos], eu me identifico como menino, mas ainda menstruo”, conta ele.

 

Durante os ciclos, Sawyer costumava recorrer a várias calcinhas e a um shorts para que ninguém percebesse. E um dos momentos mais difíceis, segundo ele, era quando precisava usar o banheiro masculino. “Muitas pessoas não sabem que alguns homens menstruam, porque não se fala sobre isso. Os trans sofrem com falta de visibilidade e, sem visibilidade, ninguém fala sobre menstruação. Isso ainda é visto como uma vergonha, como uma característica ‘feminina’, que põe em cheque a ‘masculinidade’.”

“Não sinto como se estivesse no corpo errado. Acho que estou na sociedade errada“Não sinto como se estivesse no corpo errado. Acho que estou na sociedade errada” (Foto: Divulgação)

O desejo de Sawyer é que um dia a menstruação seja encarada como algo natural aos seres humanos e que os transgêneros sejam tratados como as pessoas comuns que são. “Eu não necessariamente quero me tornar um homem hipermasculino. Só quero sentir que posso andar de maneira segura pelo mundo”, diz.

 

Aos interessados e interessadas, as calcinhas menstruais estão à venda no site da marca, que entrega no Brasil. Os preços das peças variam de US$ 29 a US$ 38 (R$ 101 a R$ 133).

Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Informações sobre agencias de modelos Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Veja Fashion Agencia de Modelos e Top Models

Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL BRASIL, LEQUIPE AGENCE, Way Model

Como funciona o novo medicamento para tratar disfunção sexual nas mulheres

Cada vez mais as questões relacionadas à sexualidade e à libido das mulheres vêm ganhando espaço no âmbito social e científico. Uma prova disso é o novo medicamento aprovado nos Estados Unidos conhecido como “Viagra Feminino”. A substância, na verdade, chama flibanserin, e será comercializada como Addyi.

Antes mesmo de estar disponível no mercado, o produto vem causando comoção no Brasil e no mundo, por ser o primeiro ativo para tratar disfunção sexual feminina e também por ser facilmente associado a uma versão do sildenafil, (Viagra masculino) para mulheres.

No entanto, é importante lembrar que a sexualidade de homens e mulheres não funciona da mesma forma, por isso é um equívoco estabelecer alguma similaridade entre os dois fármacos, principalmente em relação à excitação da mulher. “O desejo feminino é multifatorial, ou seja, não é um único elemento que vai ocasionar a falta de libido.”, afirma Carmita Abdo, psiquiatra Coordenadora do Programa de Estudos de Sexualidade (ProSex) da Universidade de São Paulo (USP). Isso quer dizer que a ausência de desejo sexual na mulher pode estar ligada à pouca harmonia do casal, depressão, problemas no trabalho, outras doenças, uso de certos medicamentos, além de vários outros fatores ou uma combinação deles.
Quais são as diferenças entre os medicamentos?

Os medicamentos flibanserin (feminino) e o sildenafil (masculino) atuam em locais distintos do organismo, e de maneiras diferentes. No entanto, eles foram as primeiras drogas para auxílio no tratamento de desordens sexuais, femininas e masculinas, aprovadas para uso. Confira a seguir a ação de cada um:

Masculino

“O sildenafil (viagra) é uma substância que age provocando uma dilatação dos vasos localizados nas extremidades do corpo, especialmente do pênis”, diz Carmita. Além disso, a especialista explica que o remédio só será eficaz se o homem que o usar tiver o desejo preservado, ou seja, se ele fica excitado mas não consegue manter a ereção. Com o uso de apenas um comprimido já é possível sentir a ação positiva do remédio.

Feminino

Já com o flibanserin, que é um antidepressivo, a atuação é central e não periférica. Isso significa que ela “vai agir no cérebro e causar uma série de alterações que não são locais, influenciando no comportamento como um todo, inclusive, no comportamento sexual“, alerta Carmita. Outra diferença é que “a ação do medicamento vai se dar no desejo, e não precisar dele para se manifestar. Ela age sobre o desejo e não com a presença do desejo”, explica.

Qual é a periodicidade do medicamento?

Com relação à posologia, a mulher precisa fazer uso de um comprimido diariamente por cerca de três semanas para que se comece a notar um aumento do interesse sexual. “O remédio começa a agir em três semanas, e vai atingir em geral na quarta ou quinta semana o pico de ação. Caso até a oitava semana não se perceba nenhum efeito, a chance é que essa mulher não tenha nenhuma resposta a esta medicação”, afirma Carmita.

Como ele funciona no organismo?

A forma como o medicamento atua no organismo e se ele realmente seria eficaz são pontos que ainda estão sendo discutidos e estudados. “Não acredito na sua eficiência isolada, tão pouco que é uma pílula mágica. Minha experiência clínica afirma, mesmo nos casos masculinos, que desejo trata-se com terapia sexual, ou seja, com a ajuda de um psicanalista ou psicólogo com especialização em sexualidade”, afirma a sexóloga e psicanalista Lelah Monteiro, membro da Associação Brasileira de Fisioterapia em Saúde da Mulher e da Sociedade Internacional de Medicina Sexual.

Segundo Carmita Abdo, que também é psiquiatra especialista em sexualidade, a medicação tem a capacidade de liberar dopamina, modificando os níveis de circulação desse neurotransmissor pelo corpo. A substância é responsável por fazer a mulher procurar por recompensas mais gratificantes, possibilitando que ela esteja mais disposta a ter relações sexuais. Além disso, o flibanserin também ajuda a controlar os hormônios que inibem a manifestação da sexualidade, como a serotonina.

Quando o remédio é indicado?

Antes de falar quando e para quem o flibanserin (“viagra feminino”) é indicado, é preciso entender que “a libido feminina é complexa, pois está relacionada a diversos fatores como os hormônios, alimentação, exercícios físicos, além da presença de algumas substâncias que atuam no sistema nervoso central. Por isso, seu tratamento não pode ser visto de forma simplista e exige não só uso de medicações, mas uma mudança no hábito de vida e, também um tratamento psicoterápico da mulher ou do casal”, ressalta Heloisa Ferreira Brudniewski, especialista em ginecologia e obstetrícia pela Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (FEBRASGO). Logo, “a medicação não é recomendada para aumentar a performance sexual da mulher”, diz a sexóloga Lelah Monteiro.

Da mesma forma, a ideia não é mudar completamente o perfil sexual da mulher, mas sim aumentar sua libido. Sendo assim, o flibanserin é indicado para mulheres com desejo sexual hipoativo na pré-menopausa em que a causa não seja:

Depressão
Deficiências hormonais
Doenças físicas, como as cardiovasculares
Doenças de ordem psiquiátrica, como ansiedade
Conflitos de relacionamento
Uso de medicamentos que acarretem na falta de libido
Para tanto, “o médico vai fazer primeiro uma extensa anamnese e depois pode precisar de alguns exames para verificar se há alguma causa física. Nesses casos, a falta de desejo é secundária e pode ser resolvida quando o problema anterior for tratado ou depois que se fizer a troca de medicamentos”, diz Carmita.

“Claro que a busca por novas medicações que auxiliem é sempre importante e traz novos recursos para o tratamento, mas muitas vezes é necessário adotar outras medidas também. Quando a mulher sentir o problema, ela deve sempre discuti-lo com o ginecologista, para buscar o melhor tratamento”, orienta Heloisa.

Quais são os efeitos colaterais?

A grande preocupação com relação ao flibanserin, o “viagra” feminino, são os efeitos colaterais, uma vez que nos testes clínicos 13% das mulheres decidiram parar com a medicação por este motivo. Dentre eles estão tontura, boca seca, hipotonia e desmaio. A mulher pode apresentar maior dificuldade de manter a sua consciência, ter fraqueza, uma sensação de fadiga, e isso é potencializado sob o efeito do álcool.

Nos Estados Unidos o flibanserin só será vendido com receita médica retida e também será conferido se o médico que solicitou o remédio tem capacidade de avaliar essa questão, pois ele deverá se responsabilizar por cada paciente e acompanhar os efeitos colaterais muito de perto.

“Sem dúvida o número de pessoas que tiveram os efeitos colaterais é bastante significativo. Mas, cada caso é um caso, e dependendo do grau de alteração do desejo, terão mulheres que não vão apresentar todos os sintomas. Pedofilia. Essa é mais uma razão pela qual a mulher em tratamento precisa ser avaliada o tempo todo, pois é necessário verificar se os efeitos colaterais continuam tão intensos quanto no início ou diminuem, ou se o custo que ela está tendo supre ou não o benefício e também se a prescrição está adequada”, complementa.

Qual o papel da depressão na falta de libido feminina?

A depressão é um importante fator de comprometimento do desejo sexual da mulher, mas por quê? O que acontece é que a depressão possivelmente compromete a atuação dos sistemas de gratificação cerebral. Eles são vias de células nervosas, responsáveis pelos comportamentos motivados, tais como beber, comer e procurar sexo. ?Os sistemas são influenciados por vários neurotransmissores, porém parece que a via final sempre envolve o hormônio da dopamina, a principal das áreas de gratificação. Assim, o prejuízo do funcionamento desses locais estaria relacionado à diminuição da motivação, incluindo a do comportamento sexual”, explica Ivan Mario Braun, psiquiatra e terapeuta comportamental do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP).

Além disso, alguns dos medicamentos também têm um papel na diminuição da libido. Segundo Braun, isto ocorre sobretudo quando se usam antidepressivos que aumentam a quantidade de serotonina presente entre as células nervosas. Exemplos de antidepressivos que possuem esta ação são a fluoxetina, sertralina, paroxetina, citalopram, escitalopram, venlafaxina, desvenlafaxina, duloxetina, imipramina, amitriptilina e clomipramina, Este efeito é inexistente ou bem menor com antidepressivos que não possuem esta ação sobre a serotonina, tais como a trazodona, bupropiona, mirtazapina e agomelatina.

O que temos de similar no Brasil?

Apesar de ainda não termos nenhum medicamento para disfunção sexual feminina em si aprovado no Brasil, e a ANVISA ainda não ter sido consultada sobre o flibanserin, as mulheres que se sentem incomodadas com a forma que está a sua sexualidade podem e devem procurar ajudar médica. “Atualmente utiliza-se o uso de algumas substâncias naturais ou hormônios para tentar estimular o desejo sexual na mulher. Mas vale lembrar que o uso isolado de medicamentos pode não ser suficiente para resolver o problema, sendo necessário a abordagem do tema de forma multidisciplinar, com mudanças no estilo de vida e tratamento psicoterápico acompanhado por profissionais especializados no assunto”, afirma a ginecologista Heloisa Brudniewski.

Sobre a aprovação da medicação nos Estados Unidos, a coordenadora do ProSex, Carmita Abdo, opina: “O lado positivo não é intrínseco a substância em si, mas ela traz, na sua vinda, duas possibilidades boas. A primeira é a de inaugurar uma etapa de mais pesquisas na área da sexualidade feminina e outras novas formulações com este objetivo, e a segunda é que o assunto seja mais debatido e conhecido pelas mulheres, médicos e população como um todo – até para que se possa fazer o diagnóstico e prescrição de medicamentos. De repente, podemos dizer que estamos vendo a sexualidade da mulher por uma outra perspectiva”.

Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da modaLista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Informações sobre agencias de modelos Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e ModaAgencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Veja Fashion Agencia de Modelos e Top Models

Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL BRASIL, LEQUIPE AGENCE, Way Model

Especialistas respondem perguntas sobre pele e cirurgia plástica

Harold Lancer e Angelica Kavouni respodem dúvidas sobre pele e cirurgia plástica (Foto: FOLIO-D)Harold Lancer e Angelica Kavouni respodem dúvidas sobre pele e cirurgia plástica (Foto: FOLIO-D)

PELE
Harold Lancer, canadense

Um dos dermatologistas mais famosos de Hollywood, Lancer cuida da pele de Victoria Beckham e Kim Kardashian. Ganhou fama por ter feito um tratamento em Kim à base de plaquetas do próprio sangue dela. Há mais de 30 anos no mercado, tem uma marca própria de cosméticos e é autor do livro “Younger: The Breakthrough Anti-Aging Method for Radiant Skin” (“Mais jovem: o revolucionário método anti-idade para uma pele radiante”, não disponível no Brasil).

Como funciona a técnica usada em Kim Kardashian?

HL: O PRP (plasma rico em plaquetas) envolve a extração de 20 ml do sangue do paciente, que é centrifugado para separar as células do plasma. A pele é limpa, perfurada com microagulhas e o material colhido é, então, aplicado direto no rosto. É um tratamento rápido e deixa a pele com viço e luminosidade.

Qual a maneira mais eficiente de tratar a acne?

HL: É preciso avaliar a alimentação, o estilo de vida e os níveis hormonais para aí adotar um método multifuncional de “ataque”. Em geral, sugiro um tratamento à base de ácido salicílico, peróxido de benzoil, um hidratante e um sabonete suave.

Exagerar na maquiagem faz mal?

HL: Sim. Usar muita maquiagem todos os dias leva a inflamação. Tente dar uma pausa de dois dias na semana.


PLÁSTICA
Angelica Kavouni , inglesa
Presença constante em programas de TV britânicos, a cirurgiã plástica ficou conhecida por disseminar a técnica Soft Lift, que ajuda a reverter sinais de envelhecimento de maneira pouco invasiva e com resultados efetivos de até dois anos.


Qual é a idade ideal para começar a aplicar a toxina botulínica?
AK: Os movimentos faciais causam as linhas de expressão que, quando se é jovem, desaparecem no rosto parado. Depois dos 30 anos, algumas dessas marcas não somem assim facilmente. Particularmente, eu não recomendo a toxina botulínica antes dessa idade, pois sou contra deixar o rosto com expressão estática.

Como eliminar a flacidez na barriga pós-gravidez?

AK: É necessário esperar, no mínimo, três meses depois de parar de amamentar. Sugiro o 3D-Lipo MED, que mescla crioterapia (derretimento de gordura pelo resfriamento das células) com radiofrequência para melhorar a flacidez. Indico a cirurgia, como a miniabdominoplastia, só quando a mulher tiver certeza de que não terá mais filhos. Essa técnica, aliás, é uma boa opção, pois remove o excesso de pele e deixa uma cicatriz discreta.

Qual a sua opinião sobre a bichectomia?

AK: Essa técnica tem sido uma febre para afinar o rosto, pois retira uma grande quantidade de gordura através de dois pequenos cortes dentro da boca, atenuando bochechas muito salientes. Precisa ser feita com muita cautela – se houver exagero, o rosto pode ficar magro e flácido como passar dos anos.

Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Informações sobre agencias de modelos Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Veja Fashion Agencia de Modelos e Top Models

Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL BRASIL, LEQUIPE AGENCE, Way Model

O post Especialistas respondem perguntas sobre pele e cirurgia plástica apareceu primeiro em MF COMPOSITES E AGENCIAS DE MODELOS.

Namorando uma mulher, Monique Evans revela que foi abusada pelo primeiro marido na adolescência

“Quem vive a minha condição [Monique sofre do transtorno de personalidade borderline] nunca vai poder dizer: ‘Sou totalmente feliz’.” (Foto: Daryan Dornelles)

Monique Evans poderia ser hoje a “rainha dos baixinhos”, não fosse uma reviravolta do destino. Em 1983, a extinta TV Manchete procurava uma apresentadora para comandar o Clube da Criança – programa infantil que ocuparia as tardes da emissora. Aos 27 anos e no auge da beleza, ela foi aprovada nos testes por um diretor do canal. “Meses depois, esse cara morreu e o que assumiu me trocou pela Xuxa. Mas tudo bem, virei ‘rainha dos altinhos’…”, diz Monique. Ainda que seja em tom de deboche, faz sentido a maneira como se autointitula a ex-modelo, ex-passista do Carnaval, atriz e apresentadora. Aos 59 anos, sua trajetória só poderia ser contada em um programa para maiores, de preferência veiculado na madrugada.

Por trás do sotaque carioca carregado, das piadas autodepreciativas e da gargalhada escandalosa, há uma mulher cheia de traumas. Os maiores são um abuso sexual sofrido no início da adolescência (nesta entrevista, ela revela pela primeira vez que se casou com o abusador anos depois), crises de depressão profunda e sucessivas tentativas de suicídio. Na última delas, em outubro de 2013, foi diagnosticada com o transtorno de personalidade borderline, síndrome caracterizada por emoções extremas como ataques de pânico, surtos de raiva, medo do abandono e comportamento autodestrutivo. Monique acrescenta na lista um “bloqueio” que sempre a impediu de se sentir amada. Sobretudo pelos ex-maridos, os empresários Oswald Evans e José Clark, o ex-modelo Pedro Aguinaga e o publicitário Guga Sander. Aguinaga e Clark são pais de seus dois filhos, Armando Aguinaga, 37, e Bárbara Evans, 24.

Em tratamento psiquiátrico, ela conta que agora está em um “bom momento”. Especialmente no campo amoroso. Há 11 meses, namora Cacá Werneck, 31, DJ carioca que conheceu por meio de amigos em comum no Facebook. As duas já dividem o mesmo teto, numa casa de vila charmosa em Ipanema, com três cachorros e dois gatos. “Nunca havia me envolvido com uma mulher. Jamais imaginei que teria os melhores orgasmos da minha vida com quase 60 anos!”, comemora a “titia”.

Em recente entrevista, ela fala sobre a redescoberta da sexualidade, a relação complicada com os filhos e descreve com franqueza corajosa os piores momentos de sua saga. Confira a seguir esta conversa.

Você foi a primeira rainha de bateria a exibir os seios no Carnaval, uma das primeiras a ter um programa de sexo e agora assume o romance com uma mulher. Está à frente do seu tempo?
MONIQUE EVANS Chegaram a me comparar com a Leila Diniz quando mostrei o peitão e o barrigão na Sapucaí [Monique desfilou nua e grávida de sete meses da filha, Bárbara, em 1991]. Sempre fiz o que tive vontade e aí acham que tenho esqueletos no armário. “Nossa, se ela é capaz de tudo isso, imagina o que não faz em segredo?” Mas não, gente, é só isso. Os outros é que são hipócritas. Mantêm casamentos de fachada e têm amantes por aí. Eu não, sempre fui uma mulher fiel.

Nunca havia me envolvido com uma mulher. Jamais imaginei que teria os melhores orgasmos da minha vida com quase 60 anos!”

Já havia se envolvido com outras mulheres?
ME Nunca! Até meu perfume era masculino, porque não gostava de cheiro de mulher em mim [risos]. Conheci a Cacá pelo Facebook no ano passado. Conversávamos bastante pelo chat, depois nos encontramos pessoalmente e nos tornamos amigas. Mas só comecei a sentir algo diferente por ela quando me visitava no hospital [em agosto de 2014, Monique estava deprimida e se internou em uma clínica de reabilitação]. Cada vez que ia me ver, os outros “doidinhos” ficavam agitados, querendo saber quem era minha amiga gostosona. Ficava com ciúmes, mas não entendia o motivo… Não me apaixonei por uma mulher, me apaixonei pela Cacá, por essa coisinha que me ama e cuida de mim. Tem um peitão lindo, é vaidosa e cheirosinha. Mas usa cueca boxer e tem um lado masculino de carregar minha bolsa, abrir a porta do carro e puxar a cadeira no restaurante.

E na cama?
ME Quando começamos a transar, deixava que a Cacá conduzisse tudo, já que não tinha experiência com mulher. Aos poucos, me soltei e fiquei menos passiva. Repetia nela tudo o que fazia em mim. Outro dia, ela me contou que nunca havia sido penetrada porque sempre foi a ativa com outras namoradas. Estamos juntas há 11 meses e agora não tem essa de “a ativa” e “a passiva”. Fazemos sexo de várias formas. Meus orgasmos sempre foram clitorianos, por isso, em várias vezes em que fui para a cama com homens, não gozei. Eles eram apressadinhos, não davam importância para as preliminares. Com a Cacá é um festival deles! Nunca imaginei que teria meus melhores orgasmos a essa altura da vida…

Monique Evans posa ao lado da namorada: Monique Evans posa ao lado da namorada: “Não me apaixonei por uma mulher, me apaixonei pela Cacá, por essa coisinha que me ama e cuida de mim” (Foto: Reprodução Instagram)

Foi difícil contar sobre o namoro para seus filhos?
ME Minha nora [Lucia Davila, mãe da única neta de Monique, Valentina, 7 anos] foi a primeira a saber. Pedi que intermediasse a conversa com o Armando, pois temia a sua reação. Ela contou e, no dia seguinte, recebi um torpedo supercarinhoso do meu filho, dizendo que só queria minha felicidade, não importava com quem… [nesse momento, Monique fica com a voz embargada e chora]. Para a Bárbara nem precisei contar. Ela me via ao lado da Cacá o tempo todo e tirava sarro. “O que é isso, mãe? Virou sapatão agora?” [risos]. Na verdade, não sei responder a essa pergunta. Não sei mais se sou hétero, bi ou se sempre fui gay e não sabia…

Não sei mais se sou hétero, bi ou se sempre fui gay e não sabia…”

Está mais feliz agora?
ME Quem vive a minha condição [Monique sofre do transtorno de personalidade borderline] nunca vai poder dizer: “Sou totalmente feliz”. A Cacá me faz bem, a relação com meus filhos está bacana e estou me tratando com os remédios certos e fazendo terapia. Tenho altos e baixos. Há dias em que me deprimo, só tenho vontade de dormir. E a velha vontade de morrer que me acompanha volta com tudo.

Pensa muito em suicídio?
ME Não só penso, como já tentei. Perdi as contas de quantas vezes tentei me matar. A primeira de que me recordo foi aos 15. Bati a cabeça na parede até desmaiar, não lembro por quê… Houve outras. Uma vez, em Miami, bem no comecinho dos anos 80, abri a porta de um carro e me joguei em uma avenida movimentada. Em outra, pulei da janela do quinto andar do apartamento de um amigo, na Gávea. Fiquei muito machucada, passei uns dias no hospital. Até bem pouco tempo, também me cortava com gilete [Monique ergue a manga da camisa e mostra cicatrizes]. Não é uma maneira de acabar com a vida, mas é como se a dor dos cortes pudesse me fazer esquecer o que me afligia por dentro.

Qual o pior momento que enfrentou por causa da doença?
ME Não houve um pior momento, foram vários. Sou border desde sempre, mas só fui diagnosticada há dois anos, depois de tentar me matar, sei lá, pela milésima vez… Fui internada por 15 dias, após tomar uma cartela de calmantes [em outubro de 2013, foi a primeira passagem de Monique por uma clínica psiquiátrica].

O que te levou a tentar o suicídio dessa última vez?
ME Minha filha tinha saído da nossa casa em São Paulo para viver no Rio, sozinha. Um tempo depois, também me mudei. Foi uma fase terrível: não tinha trabalho, não namorava havia quatro anos e me sentia abandonada. Fazia um ano que morava na casa nova, mas a mudança ainda estava em caixas amontoadas pela sala. Não tinha forças, passava o dia dormindo… Uma noite, conversava com meu irmão [o empresário Marcio Panthera, que vive em Miami] no Facebook, queria me despedir dele. Estava decidida a morrer. Não lembro o que escrevi, mas o Marcio percebeu que havia algo errado. Ficou desesperado e ligou para uma prima nossa, que mora em Copacabana. “Corre lá na Monique, que ela vai fazer besteira!” Ela me encontrou no chão, desacordada. Ligou para o hospital e me salvou. A última lembrança que tenho é de, já grogue, ter orado. “Deus, você sabe que não aguento mais sofrer. Tenho certeza de que, quando te encontrar, o Senhor vai me perdoar…”

Perdi as contas de quantas vezes tentei me matar. A primeira de que me recordo foi aos 15″

Você é religiosa?
ME Tornei-me evangélica há uns 15 anos. Estava na academia e recebi um folheto da Bola de Neve [igreja neopentecostal fundada por pastores surfistas no início dos anos 90]. Os cultos eram pequenos, aconteciam em uma oficina de pranchas de surfe, com uma galera jovem. Lá descobri que tenho o dom de interpretar bem a Bíblia. Cheguei a dar testemunhos e quase virei pastora. Fui também aos cultos da Igreja Batista e da Sara Nossa Terra. Mas notei que, todas as vezes em que estava na pior, deprimida e tentando me matar, nenhum pastor ou irmão da igreja me visitava. Agora, estou em pecado porque vivo uma relação homossexual.

Acha que é pecado?
ME Sei que Deus vai me cobrar por ter me apaixonado pela Cacá. Assim como me cobrará por outros pecados. Sou egoísta, invejosa…

Por que ainda usa o sobrenome do seu primeiro marido [o empresário Oswald Evans]?
ME Quando comecei a ficar famosa, estava casada com ele. Nos separamos um tempo depois que estourei e, se trocasse o sobrenome naquele momento, ia atrapalhar minha carreira. Logo depois o mataram e ainda tive que reconhecer o corpo no necrotério… [Oswald foi assassinado a tiros durante um assalto, em 1977].

Impressão minha ou você não fala com carinho sobre ele?
ME Aconteceu uma coisa horrível quando eu tinha 14 anos. Uma amiga da Praia de Ipanema me chamou para almoçar com a família e, ao chegar lá, estavam apenas o namorado dela e outro rapaz. Eles deviam ter uns 16, 17 anos. Zombaram de mim de um jeito agressivo, dizendo que me viam no Posto 9 com uns biquínis escandalosos e que mulher que se vestia daquele jeito queria outra coisa… Então me atacaram. Não lembro ao certo o que fizeram, são apenas flashes que tenho na memória [Monique chora]. Sei que não houve penetração, mas passaram a mão pelo meu corpo, me mandaram fazer umas coisas neles… Um desses rapazes era o Oswald.

Por que se casou com ele?
ME O Oswald reapareceu uns seis anos depois. Pediu perdão e reconheceu o mal que havia feito. Foi um mal grande mesmo, porque minha vida sexual ficou um fiasco. Só tive coragem de transar pela primeira vez aos 18, com um namoradinho que estava comigo havia dois anos. Não deixava que me tocasse direito e às vezes chorava depois de ir para a cama com ele. E o Oswald voltou tão arrependido, queria cuidar de mim… Acreditei que, se aceitasse seu afeto, fecharia meu ciclo de sofrimento.

E fechou?
ME Ele quis casar direitinho, me dar uma vida boa, me deu um carro… Nosso casamento durou quase um ano e teve momentos bons. Mas não deu certo porque havia muita mágoa envolvida. O Oswald  acabou pagando pelo que fez. Mataram ele… Depois soube que o outro rapaz que abusou de mim também teve um fim trágico. Sofreu um acidente de carro, sei lá…

Nos casamentos seguintes, você teve filhos. Foi uma boa mãe?
ME Tentei ser uma mãe nota 10, mas meus filhos não acham. Fui ausente, principalmente para o Armando. Estava no auge quando ele era pequeno, viajava muito para desfilar. Quando voltava, o bichinho dormia agarrado comigo… Quando a Bárbara nasceu, deve ter se sentido mais abandonado ainda. Investi tanto no nascimento dela…

Em que sentido?
ME A Bárbara foi um bebê de proveta. Tinha 35 anos quando engravidei, o pai dela sofria de varicocele [dilatação das veias testiculares, que pode levar à infertilidade]. Nos amávamos, queríamos um filho, então procuramos uma clínica de reprodução. Os hormônios que tive que tomar nos três anos de tentativa eram caríssimos! Na época, eu tinha um bom dinheiro guardado e gastei tudo no tratamento.

Como é sua relação com a Bárbara atualmente?
ME Já foi mais complicada, mas melhorou. Ela é difícil. Não demonstra o quanto gosta de mim e eu sou louca por ela [Monique chora]! Somos a cara uma da outra, mas com personalidades opostas. Ela é mandona e eu sou cagona. Ela é pão-dura, enquanto eu sou mão aberta… Nunca tive pulso firme como mãe, deixei meus filhos fazerem o que queriam. Na verdade, acho que fui mais amiga do que mãe. Mas foi por causa deles que tive força para enfrentar o maior desafio da minha vida.

Qual?
ME Há 22 anos, surgiu uma mancha na parte interna do meu braço esquerdo, próximo ao seio. Era um câncer de pele, um melanoma nível 4, bem severo. Fiz uma cirurgia em que perdi muito tecido mamário. O Armando e a Bárbara eram crianças e eu só conseguia pensar: “Não vou morrer, tenho que criar meus filhos!”. Ninguém ficou sabendo, fiquei reclusa nessa fase.

Fez químio? Perdeu cabelo?
ME Fiz, mas não perdi cabelo porque foi bem na fase em que já estava com a cabeça raspada [Monique lançou a moda do cabelo “Joãozinho”]. Quando me recuperei, malhei feito uma louca. Fiquei com o corpo mais sarado da minha vida e ainda posei nua pela quinta vez [risos].

Se acha bonita hoje?
ME Nem no auge me achava, agora menos ainda. Quero fazer umas plásticas. Já fiz no seio, no papo e uma lipo. Agora sonho com uma abdominoplastia [retirada do excesso de pele da barriga].

Com o que mais sonha?
ME Em nunca mais ter depressão, em me curar completamente.

Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Informações sobre agencias de modelos Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Veja Fashion Agencia de Modelos e Top Models

Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL BRASIL, LEQUIPE AGENCE, Way Model

O post Namorando uma mulher, Monique Evans revela que foi abusada pelo primeiro marido na adolescência apareceu primeiro em GROVER-FASHION.

O post Namorando uma mulher, Monique Evans revela que foi abusada pelo primeiro marido na adolescência apareceu primeiro em MF COMPOSITES E AGENCIAS DE MODELOS.

Conheça técnicas inovadoras para conquistar sobrancelhas perfeitas

A tendência do momento é natural, como a de Camille Belle, respeitando o formato e os ângulos (Foto: Getty Images)A tendência do momento é natural, como a de Camille Belle, respeitando o formato e os ângulos (Foto: Getty Images)

MICROPIGMENTAÇÃO
O tratamento utiliza um aparelho que redesenha e colore fio a fio, o que torna a técnica bastante eficaz para preencher sobrancelhas ralas, com falhas ou muito assimétricas. “Há diversos tipos de agulha e tons de pigmento. Com isso, o desenho fica bem sutil”, diz Fátima Bahia. O efeito aparece com uma sessão (podendo ou não ter uma segunda aplicação para retoque) e costuma durar, em média, um ano e meio. Preço: a partir de R$ 1.200.

TEBORI
De origem japonesa, a técnica é semelhante à micropigmentação, que redefine fio a fio, mas, em vez de um equipamento elétrico, é utilizado um bambu com agulhas acopladas nas pontas, de onde sai o pigmento. “A diferença é que não deixa um efeito sombreado como o da micro e, assim, o resultado fica ainda mais natural. Em compensação, dura, no máximo, um ano”, explica a designer de sobrancelha Rafaella Azevedo, de Sorocaba (SP). Apenas uma sessão é suficiente, com a possibilidade de retoque 30 dias após a aplicação. Preço: a partir de R$ 490.

TRANSPLANTE
Indicado em casos de queda dos fios da sobrancelha causada por fatores como doenças (hipotireoidismo ou alopécia areata), retirada excessiva dos pelos, tentativas de pigmentação, herança familiar, quimioterapia, queimadura ou acidentes. No Brasil há 20 anos, o tratamento foi reformulado e agora os folículos são transplantados individualmente, o que não causa o efeito “tufo”. O material é retirado de uma pequena faixa com cerca de 300 fios do couro cabeludo (na nuca) do próprio paciente. Com uma agulha, o médico insere um a um na região do supercílio. “Dura cerca de três horas, não requer internação e exige somente anestesia local”, diz o cirurgião plástico Henrique Radwanski, do Rio de Janeiro. Os folículos transplantados começam a crescer depois de três meses.

PRODUTOS PARA USAR EM CASA
O Latisse, colírio para o crescimento dos cílios, tem sido utilizado também para sobrancelhas ralas, finas e com falhas. O uso do medicamento para esse objetivo, no entanto, é discutido entre os médicos por causa de seus muitos efeitos colaterais. “O bimatoprost, ativo do Latisse, pode causar irritações, vermelhidão e hiperpigmentação. Há grandes riscos de a pele ficar manchada”, diz a cirurgiã plástica Alessandra Haddad, de São Paulo. Como alternativa, há o Capixyl, cujo efeito é semelhante, mas com bem menos reações adversas. É manipulado em farmácias (precisa de receita médica) e vem em embalagem roll-on. O resultado surge depois de oito semanas.

TINGIR OU NÃO?
Quem muda a cor do cabelo costuma ter dúvidas sobre se deve ou não deixar as sobrancelhas no mesmo tom. “Dou uma leve escurecida quando são muito ralas, claras ou com fios brancos”, diz a colorista e designer de sobrancelhas Claudia Morivaki, do salão C. Kamura, em São Paulo. “Clareá-las só se a mulher tiver passado de morena para loira e, mesmo assim, de maneira suave, um ou dois tons acima do original.” É importante usar tinturas próprias para a área, feitas com ingredientes naturais que causam menos alergia.

Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Informações sobre agencias de modelos Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Veja Fashion Agencia de Modelos e Top Models

Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL BRASIL, LEQUIPE AGENCE, Way Model

Descubra o que a cor da sua roupa diz sobre você

EVA LONGORIA, ANGELINA JOLIE E JENNIFER LOPEZ (Foto: Getty Images)EVA LONGORIA, ANGELINA JOLIE E JENNIFER LOPEZ (Foto: Getty Images)

Vestir cor nem sempre é uma tarefa fácil. Conscientemente, parece complicado combinar tons abertos e distintos. Mas o que, na verdade, te impede de incluir mais cores no look pode ser a sua personalidade.

Segundo a cromoterapia, nós somos psicologicamente afetados pelos tons. Ou seja, as roupas que vestimos ao longo do dia exerce forte impacto sobre as nossas atitudes e sensações. E para te deixar mais a par dessas influências, listamos abaixo o significado das mais comuns.

Talvez seja a hora de repensar o guarda-roupa…

CINZA: Causa indiferença, inexpressividade. Alguns termos associados à cor são rígido, deprimido, apático.

PRETO: Simboliza extremos, tudo ou nada.

DOURADO: Simboliza autoridade, autoconfiança. Criatividade, perfeição.

JENNIFER LAWRENCE, SHAILENE WOODLEY E HEIDI KLUM (Foto: Getty Images)JENNIFER LAWRENCE, SHAILENE WOODLEY E HEIDI KLUM (Foto: Getty Images)

PRATA: Inspira estabilidade emocional, remove ou neutraliza a negatividade.

COBRE OU BRONZE: Simboliza o amor e a paixão nas relações e esforços pessoais e profissionais.

VERMELHO: Estimula a energia, o calor e a capacidade de cura. Alguns termos associados são coragem, força de vontade, rapidez e assertividade.

BEYONCÉ, KRISTEN STEWART E DIANE KRUGER (Foto: Getty Images)BEYONCÉ, KRISTEN STEWART E DIANE KRUGER (Foto: Getty Images)

LARANJA: Estimula novas possibilidades, criatividade e entusiasmo.

AMARELO: Desperta inspiração mental e energiza os músculos. (Lembre-se, o seu coração é um músculo).

VERDE: Inspira equilíbrio e harmonia, acalma a mente e o corpo.

KATY PERRY, SCARLET JOHANSSON E KATE HUDSON (Foto: Getty Images)KATY PERRY, SCARLET JOHANSSON E KATE HUDSON (Foto: Getty Images)

AZUL: Acalma e refresca.

VIOLETA OU ROXO: Ambas são cores que representam a transformação. Elas acalmam o estresse mental e emocional. Os adeptos da meditação acreditam que tons de roxo fortalecem o poder espiritual.

BRANCO: O branco é a combinação de todas as cores. Significa perfeição, equilíbrio e harmonia.

SELENA GOMEZ E AMANDA SEYFRIED (Foto: Getty Images)SELENA GOMEZ E AMANDA SEYFRIED (Foto: Getty Images)

MAGENTA: Inspira o magnetismo e foco extra na busca pelo poder.

ROSA: Restaura a juventude e inspira contatos genuínos.

TAYLOR SWIFT E EVA MENDES (Foto: Getty Images)TAYLOR SWIFT E EVA MENDES (Foto: Getty Images)

TURQUESA: Estimula a intuição e sensibilidade, e ajuda a aliviar o estresse.

MARROM: Representa solidez, naturalidade e simplicidade.

Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Informações sobre agencias de modelos Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Veja Fashion Agencia de Modelos e Top Models

Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL BRASIL, LEQUIPE AGENCE, Way Model

Terapia de modelo: as pinturas de Nathalie Edenburg

Nathalie Edenburg, de 22 anos, trabalha como modelo desde os 13. Paralelamente a essa carreira, a mineira desenvolve obras de arte! Em seu atual projeto, o “How I Feel Today”, ela faz intervenções em seus próprios retratos. Além do resultado das obras, que é ótimo, ela tem planos de levar o projeto pra frente com ações sociais e uma exposição no início do ano que vem. A gente conversou com Nathalie pra saber mais sobre seu processo de criação. Abaixo você confere o bate-papo e na galeria um pouco mais da “How Do I Feel Today”!

O que surgiu primeiro: o interesse pelas artes ou pela moda?
Meu 1º contato com a moda surgiu aos 13 anos por influência da minha mãe. Já o interesse pela arte nasceu comigo, mas comecei a pintar mesmo com 19 anos. O 1º contato com a arte foi através da fotografia, quando comecei a viajar o mundo e registrar as diferentes culturas. Sempre levei a arte comigo por paixão, comecei a experimentar novos materiais e, com a prática, fui amadurecendo o meu traço e desenvolvendo minhas técnicas. Quando viam as obras, muitas pessoas queriam comprar, mas eu tinha um certo apego com elas porque comecei a pintar como uma forma de preencher um vazio dentro de mim – estava viajando quase sempre